icons.title signature.placeholder Rodrigo Ciantar e Tamyris Torres
icons.title signature.placeholder Rodrigo Ciantar e Tamyris Torres
12/07/2013
08:32

Juninho Pernambucano vai jogar "de graça" nesse retorno ao Vasco. Entre os termos do novo acordo, ainda não confirmados pela diretoria, ficou definido que o Reizinho não deverá receber salários e o clube teria de pagar somente um montante referente a uma dívida que ainda possui com o jogador.

A dívida é referente à última passagem de Juninho pelo clube, entre 2011 e 2012. Quando ele deixou o Vasco para defender o New York Red Bulls (EUA), no fim do ano passado, a diretoria ainda devia alguns valores a ele, entre bonificações por contrato e salários. Todo esse montante será parcelado a partir de agora e vai servir como o "salário mensal" dele.

O contrato a ser assinado por Juninho será até o fim desta temporada, quando ele vai pendurar as chuteiras.

Esses e outros detalhes do novo contrato com o Cruz-Maltino deverão ser anunciados nesta sexta-feira pelo próprio jogador. Juninho foi a campo para treinar com o grupo vascaíno.

Juninho revela como será seu novo contrato com o Vasco
 

Vale lembrar que quando retornou ao Vasco, em julho de 2011, Juninho fez algo parecido, mas, em vez de não receber remuneração alguma, assinou contrato, de seis meses, para ganhar mensalmente somente um salário mínimo (R$ 545). Isso foi um pedido dele que, à época, tinha certo receio de não conseguir se readaptar rapidamente ao ritmo do futebol brasileiro, após duas temporadas no Qatar.

Outros contratos de Juninho com o Vasco também fugiram do padrão. Após esse primeiro vínculo, com salário mínimo, o Reizinho, em 2012, passou a ganhar por partida jogada. No acordo, também havia bônus por conquistas e gols marcados.

Reizinho para captar sócios

Uma das intenções com o retorno de Juninho, além da parte técnica, é mexer com a torcida, que anda desconfiada. Por isso, o jogador deverá ser utilizado em campanhas de marketing do clube para captar adaptos ao novo programa de sócios do clube.



Juninho Pernambucano vai jogar "de graça" nesse retorno ao Vasco. Entre os termos do novo acordo, ainda não confirmados pela diretoria, ficou definido que o Reizinho não deverá receber salários e o clube teria de pagar somente um montante referente a uma dívida que ainda possui com o jogador.

A dívida é referente à última passagem de Juninho pelo clube, entre 2011 e 2012. Quando ele deixou o Vasco para defender o New York Red Bulls (EUA), no fim do ano passado, a diretoria ainda devia alguns valores a ele, entre bonificações por contrato e salários. Todo esse montante será parcelado a partir de agora e vai servir como o "salário mensal" dele.

O contrato a ser assinado por Juninho será até o fim desta temporada, quando ele vai pendurar as chuteiras.

Esses e outros detalhes do novo contrato com o Cruz-Maltino deverão ser anunciados nesta sexta-feira pelo próprio jogador. Juninho foi a campo para treinar com o grupo vascaíno.

Juninho revela como será seu novo contrato com o Vasco
 

Vale lembrar que quando retornou ao Vasco, em julho de 2011, Juninho fez algo parecido, mas, em vez de não receber remuneração alguma, assinou contrato, de seis meses, para ganhar mensalmente somente um salário mínimo (R$ 545). Isso foi um pedido dele que, à época, tinha certo receio de não conseguir se readaptar rapidamente ao ritmo do futebol brasileiro, após duas temporadas no Qatar.

Outros contratos de Juninho com o Vasco também fugiram do padrão. Após esse primeiro vínculo, com salário mínimo, o Reizinho, em 2012, passou a ganhar por partida jogada. No acordo, também havia bônus por conquistas e gols marcados.

Reizinho para captar sócios

Uma das intenções com o retorno de Juninho, além da parte técnica, é mexer com a torcida, que anda desconfiada. Por isso, o jogador deverá ser utilizado em campanhas de marketing do clube para captar adaptos ao novo programa de sócios do clube.