icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
14:35

O Atlético-PR enfrenta o Internacional neste domingo, às 19h30, no estádio Durival de Britto. A equipe comandada pelo treinador Vagner Mancini deve entrar com força máxima contra o Colorado de Clemer para tentar se firmar no G4. O grande problema para o treinador vinha sendo a lateral-esquerda. Pedro Botelho está lesionado e só deve voltar no próximo fim de semana, contra o São Paulo. Maranhão, quando escalado, não correspondeu às expectativas do treinador. Recentemente, o comandante atleticano parece ter resolvido a questão, improvisando Juninho pelo local.

O volante de origem mostra ser polivalente e fez uma boa partida no meio de semana, contra o Grêmio, pela Copa do Brasil. Em 16 jogos pelo Rubro-Negro, o atleta protagonizou 23 desarmes. Ele está no clube desde maio.

- Para ser jogador, você não pode ficar dependente de uma só posição. Você tem que saber atuar em mais de um lugar. Isto é importante para o treinador. Se o professor Mancini optar por mim pela esquerda, pela direita, de volante, no meio, vou dar o meu máximo, sempre. Vontade não me falta - declarou o camisa 28 ao site oficial do Atlético.

O jogador, que já havia atuado pelo setor esquerdo da marcação no Mogi Mirim, projeta a partida contra o Colorado e espera um resultado positivo para o elenco atleticano.

- Vamos tentar buscar os três pontos, porque nas últimas duas partidas pelo Brasileiro somamos apenas um ponto. Não podemos entrar mornos. Pelas nossas pretensões no campeonato, estes três pontos são muito importantes - finalizou.