icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/07/2013
22:00

O Reizinho Juninho fez seus súditos presentes no Maracanã vibrarem neste domingo, após marcar o primeiro gol do jogo e ainda deixar André em ótima situação para marcar o segundo, no início da segunda etapa da partida. E foi para esses torcedores que o camisa 8 dedicou a vibração após balançar as redes de Cavalieri, aos 16 minutos do tempo inicial. Ao marcar o gol, na baliza que fica próxima à parte das arquibancadas que motivaram a polêmica ao longo da semana (à direita das tribunas de honra), o Reizinho olhou para a massa tricolor e disse: "Esse lado é nosso".

No fim do primeiro tempo, quando descia para o vestiário, o ídolo explicou a reação:

– O Vasco foi o primeiro campeão da era Maracanã. É só pra lembrar isso - afirmou.

Juninho, que foi substituído por Fábio Lima no meio do segundo tempo, reclamando de cansaço, contou que mesmo com muito tempo e experiência no mundo da bola, pisar no novo Maracanã lhe trouxe a emoção semelhante a de um garoto que está começando:

– A minha alegria é a mesma que a do Henrique, que faz a estreia no time profissional hoje (ontem), e eu tenho o dobro da idade dele.

GOL PARECIDO

A última partida de Juninho Pernambucano no Maracanã tinha sido há 13 anos, na final da Copa João Havelange, o Brasileiro de 2000, contra o São Caetano. Naquela decisão, vencida pelo Vasco por 3 a 1, o Reizinho marcou um gol bastante parecido com o da noite de ontem. Juninho, que teve muita categoria para marcar em ambas oportunidades, comentou a situação.

– Foi muito parecido. Bati de chapa e coloquei no alto, tirando do goleiro. A diferença foi que naquele jogo fomos campeões e quem ajeitou a bola para mim foi um tal de Romário – contou o meia, que saiu aplaudido pela torcida.

Vasco dá presente de grego para o Flu na reabertura do Maraca

O Reizinho Juninho fez seus súditos presentes no Maracanã vibrarem neste domingo, após marcar o primeiro gol do jogo e ainda deixar André em ótima situação para marcar o segundo, no início da segunda etapa da partida. E foi para esses torcedores que o camisa 8 dedicou a vibração após balançar as redes de Cavalieri, aos 16 minutos do tempo inicial. Ao marcar o gol, na baliza que fica próxima à parte das arquibancadas que motivaram a polêmica ao longo da semana (à direita das tribunas de honra), o Reizinho olhou para a massa tricolor e disse: "Esse lado é nosso".

No fim do primeiro tempo, quando descia para o vestiário, o ídolo explicou a reação:

– O Vasco foi o primeiro campeão da era Maracanã. É só pra lembrar isso - afirmou.

Juninho, que foi substituído por Fábio Lima no meio do segundo tempo, reclamando de cansaço, contou que mesmo com muito tempo e experiência no mundo da bola, pisar no novo Maracanã lhe trouxe a emoção semelhante a de um garoto que está começando:

– A minha alegria é a mesma que a do Henrique, que faz a estreia no time profissional hoje (ontem), e eu tenho o dobro da idade dele.

GOL PARECIDO

A última partida de Juninho Pernambucano no Maracanã tinha sido há 13 anos, na final da Copa João Havelange, o Brasileiro de 2000, contra o São Caetano. Naquela decisão, vencida pelo Vasco por 3 a 1, o Reizinho marcou um gol bastante parecido com o da noite de ontem. Juninho, que teve muita categoria para marcar em ambas oportunidades, comentou a situação.

– Foi muito parecido. Bati de chapa e coloquei no alto, tirando do goleiro. A diferença foi que naquele jogo fomos campeões e quem ajeitou a bola para mim foi um tal de Romário – contou o meia, que saiu aplaudido pela torcida.

Vasco dá presente de grego para o Flu na reabertura do Maraca