icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/07/2014
17:18

O ex-meia Juninho Pernambucano, que esteve na Copa-2006 sobre o comando de Carlos Alberto Parreira, defende medidas extremas na Seleção Brasileira após o vecame diante da Alemanha. Na visão de Juninho, ex-chefe e o atual técnico Luiz Felipe Scolari não deveriam esperar o jogo de sábado, contra a Holanda, na disputa do terceiro lugar do Mundial, para se mandarem do comando da equipe.

- Com um pouco de coragem, honra e respeito aos torcedores brasileiros, a comissão da seleção deveria pedir demissão antes do jogo de sábado - disse o Reizinho, via Twitter.

Juninho tem sido um crítico ferrenho do trabalho feito à frente da Seleção. Na coletiva de quarta-feira, por exemplo, ele já tinha criticado a insistência de Felipão e Parreira em não admitir as falhas táticas do time.

- O apagão foi tão grande que apagou a autocrítica da comissão na coletiva de hoje. Mas não o suficiente para apagar o jogo de nossa mente - disparou.