icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
19/06/2014
20:06

Na mesma linha de Luiz Felipe Scolari, o goleiro Julio Cesar também defendeu que o Brasil mostrou evolução contra o México, apesar do empate. O camisa 1, porém, explicou que a melhora diz respeito ao comportamento da equipe e não em relação ao sistema de jogo.

- Quando falo de evolução, vejo na parte de uma situação adversa que esse grupo não passou antes ou durante a Copa das Confederações, como sair atrás do placar ou pegar um time que defende e ataca muito bem, caso do México. Essa é a evolução de comportamento da partida, mas não de jogo - ponderou o goleiro.

A necessidade de voltar a repetir o desempenho mostrado na campanha vitoriosa que deu o título da Copa das Confederações, para Julio Cesar, passa, primeiramente, por superar as dificuldades colocadas pelos adversários. O goleiro acredita que o fato de o Brasil ter voltado a figurar como favorito deixou as outras seleções em alerta.

- Muitos times não respeitavam o Brasil como hoje. Pelo que apresentamos na Copa das Confederações, tudo mudou. Hoje, quem entra para nos enfrentar, respeita e se defende muito bem. No ano passado, conseguimos gols no início e isso facilitava o esquema a encaixar bem. Mas todos os técnicos viram a Copa das Confederações e, agora, chegam com respeito muito grande - salientou o jogador.

Focado em Camarões, Julio Cesar não fala sobre oitavas de final