icons.title signature.placeholder Luiz Carlos Ferreira
16/11/2013
22:01

Juliana está próxima de viver sua redenção na temporada. Após sofrer com a dispensa da Seleção Brasileira e bater na trave em dois torneios com Maria Elisa, ela tem a chance de conquistar no próximo domingo o título da etapa Guarujá (SP), no Circuito Banco do Brasil Open, na Praia da Enseada. A final será contra as atuais campeãs nacionais, Ágatha e Bárbara Seixas, às 9h30 (de Brasília), com transmissão do Sportv.

Caso fature a medalha de ouro, será também o primeiro título da jogadora desde a etapa de Fortaleza (CE), em janeiro, que fez parte da última temporada. De lá para cá, ela disputou mais seis torneios e teve como melhor colocação os vice-campeonatos em João Pessoa (PB), ainda no circuito passado, e no Rio de Janeiro.

A possível vitória de Juliana manterá também a escrita da edição 2013/1014 da competição, que teve campeãs diferentes em todas as fases do circuito. A dupla se classificou após derrotar Elize Maia/Fernanda Berti, que fez sua primeira semifinal no campeonato, por 2 a 0, parciais de 23-21 e 21-11. Já as rivais passaram por Lili e Rebecca, que haviam eliminado as virtuais campeãs mundiais Talita e Taiana nas quartas, pelo mesmo placar, (21-17 e 21-14).

– Esse ano é um ano de muito aprendizado para mim. Estou trabalhando para fazer a minha parte. Todos querem ganhar. Eu estou com um jejum de quase dez meses (sem títulos), mas é esperar. Tem que esperar, trabalhar e nunca desistir — disse Juliana.

No masculino, a final será entre Bruno/Hevaldo e Alison/Emanuel. A primeira dupla passou por Bruno Schmidt/Edson Filipe ao vencer por 2 a 0 (21-16 e 25-23), enquanto a prata em Londres-2012 venceu Ricardo/Márcio pelo mesmo placar, com um duplo 22-20.

*O repórter viaja a convite da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV)