icons.title signature.placeholder Jonas Moura
23/03/2014
11:00

Juliana escondeu o fato ao longo de toda a disputa da etapa de Maceió do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia. Elas travou as costas na quarta-feira, teve de ir para o hospital e só conquistou o título da última etapa da temporada ao lado de Maria Elisa no sacrifício. Na manhã deste domingo, elas bateram as campeãs Ágatha/Bárbara Seixas e ficaram com o vice-campeonato.

- Na quarta-feira, saí do treino direto para o hospital. Não conseguia andar. Achei que não voltaria mais. Graças ao Julinho, meu fisioterapia, consegui jogar. Mesmo assim senti dor o tempo todo aqui hoje. Mas quando o sangue aquece, a gente nem sente. Depois de tudo, saio campeã da etapa. Então só tenho a agradecer à minha família, meus amigos e a Maria - disse Juliana.

Destaque da final em razão de seus poderosos bloqueios, Juliana admite que faltou concentração no primeiro set, quando Ágatha e Bárbara conquistaram pontos seguidos nos erros adversários. 

-  Não bateu desespero naquele momento, mas faltou concentração. Graças a Deus o bloqueio entrou. Foram alguns erros bestas que não podemos cometer.

Nesta segunda-feira, ela se apresenta à Seleção Brasileira em Saquarema visando à preparação para as primeira etapas do Circuito Mundial ao lado de sua parceira. O retorno ao seleto grupo das melhores do mundo é um prêmio pelo bom momento e marca a retomada de um espaço que foi perdido no ano passado.

Na ocasião, ela fez duras críticas ao sistema de rodízio de parcerias implementado pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e foi cortada pelo técnico Marcos Miranda. Durante a etapa, a atleta evitou falar sobre o assunto Seleção. Mas, ao fim da disputa, ela não escondeu o sentimento de felicidade pela nova convocação. 

- Vou voltar para minha casa. O Circuito Mundial é onde os melhores estão. É para isso que eu sempre me motivei. Não sei se vou ser a melhor ou não, procuro fazer meu trabalho bem para obter êxito. Estar lá é o que diferencia as pessoas. O filme que se passa  traz lembranças muito boas - disse.

* O repórter viaja a convite da CBV