icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/07/2013
18:08

Sob a baixa temperatura de Caxias do Sul, e com uma arbitragem confusa, Flamengo e Internacional se enfrentaram na tarde deste domingo, mas apenas a torcida colorada pode 'se esquentar'. O time gaúcho se mostrou melhor durante o segundo tempo e conseguiu marcar nos últimos minutos, com o zagueiro Juan, ex-jogador rubro-negro, após confusão na área.

O lance gerou muita reclamação dos jogadores rubro-negros, que alegaram ter acontecido uma falta no goleiro Felipe, o que fez a bola sobrar para Juan, sem marcação, abrir o placar. Cria do Flamengo, o zagueiro não comemorou o gol.

Com o resultado, o Internacional foi a 15 pontos e entrou no G4. O time rubro-negro permanece com nove e manteve o tabu de não vencer no Rio Grande do Sul em jogos pelo Brasileiro há 11 anos.

O Colorado volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, contra o Náutico, na Arena Pernambuco. O Flamengo, por sua vez, tem o clássico com o Botafogo, no mesmo dia, em jogo que marca a volta da equipe rubro-negra ao Maracanã.


O JOGO

No primeiro tempo, o jogo se mostrou equilibrado. O Internacional chegava com mais facilidade ao ataque e teve mais oportunidades de abrir o placar. O Flamengo, por sua vez, fazia da ala esquerda sua principal válvula de escape, mas falhava muito no sistema defensivo.

Enquanto o time de Dunga ia para cima, os comandados de Mano Menezes tinham como principal proposta aproveitar os contra-ataques e sair em velocidade. Enquanto do lado gaúcho Forlán, D'Alessandro, Jorge Henrique e Josimar ditavam o ritmo, pelo lado carioca, Elias, Carlos Eduardo, Bruninho e João Paulo eram os que mais tinham a posse de bola.

O equilíbrio da etapa inicial se mostrou também até no "quase gol". Forlán, após cruzamento de D'Alessandro, perdeu chance na cara do goleiro Felipe, ao mandar por cima da meta. Já nos minutos finais, Marcelo Moreno aproveitou cruzamento e desviou de cabeça, mas Muriel conseguiu evitar o gol dos visitantes.

Mas se as emoções não afloraram muito nos primeiros 45 minutos, no começo do segundo tempo a história foi diferente. Logo no início, Fabrício, lateral do Inter, perdeu um gol incrível. Após passe de Josimar, ele desviou de carrinho para o gol vazio, mas a bola subiu demais, frustrando os colorados.

A chance desperdiçada era um indício do que seria o segundo tempo, uma vez que o Internacional voltou melhor e colocando pressão. Enquanto isso, o Fla apostava nas bolas alçadas na área e contra-ataques. Quase conseguiu balançar a rede com González, que cabeceou no ângulo, mas, mais uma vez, Muriel salvou os colorados.

E justamente em uma bola levantada na área que o Internacional conseguiu a vitória. Nos minutos finais, após cobrança de falta, Felipe saiu em meio aos jogadores e a bola sobrou para o zagueiro Juan que, sozinho, cabeceou para o gol vazio. Ex-jogador e cria das categorias de base do Flamengo, ele não comemorou o gol.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 x 0 FLAMENGO

Local: Centenário, Caxias do Sul (RS)
Data-Hora: 21/07/2013 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Renda/Público: R$ 219.922,00 / 8.308 pagantes (9.502 pagantes)
Cartões amarelos: Léo Moura (FLA)
Cartões vermelhos: nenhum

Gols: Juan, 45'/2T (1-0)

INTERNACIONAL: Muriel, Gabriel (Ednei, 45/1T), Ronaldo Alves, Juan e Kleber (Leandro Damião, 18/2T); Josimar, Willians, Fabrício e D'Alessandro; Jorge Henrique e Forlán (Caio, 26/2T). Técnico: Dunga.

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Diego Silva, Elias, Bruninho (Nixon, 31/2T) e Carlos Eduardo (Adryan, 18/2T); Paulinho (Val, 45/2T) e Marcelo Moreno. Técnico: Mano Menezes.

Sob a baixa temperatura de Caxias do Sul, e com uma arbitragem confusa, Flamengo e Internacional se enfrentaram na tarde deste domingo, mas apenas a torcida colorada pode 'se esquentar'. O time gaúcho se mostrou melhor durante o segundo tempo e conseguiu marcar nos últimos minutos, com o zagueiro Juan, ex-jogador rubro-negro, após confusão na área.

O lance gerou muita reclamação dos jogadores rubro-negros, que alegaram ter acontecido uma falta no goleiro Felipe, o que fez a bola sobrar para Juan, sem marcação, abrir o placar. Cria do Flamengo, o zagueiro não comemorou o gol.

Com o resultado, o Internacional foi a 15 pontos e entrou no G4. O time rubro-negro permanece com nove e manteve o tabu de não vencer no Rio Grande do Sul em jogos pelo Brasileiro há 11 anos.

O Colorado volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, contra o Náutico, na Arena Pernambuco. O Flamengo, por sua vez, tem o clássico com o Botafogo, no mesmo dia, em jogo que marca a volta da equipe rubro-negra ao Maracanã.


O JOGO

No primeiro tempo, o jogo se mostrou equilibrado. O Internacional chegava com mais facilidade ao ataque e teve mais oportunidades de abrir o placar. O Flamengo, por sua vez, fazia da ala esquerda sua principal válvula de escape, mas falhava muito no sistema defensivo.

Enquanto o time de Dunga ia para cima, os comandados de Mano Menezes tinham como principal proposta aproveitar os contra-ataques e sair em velocidade. Enquanto do lado gaúcho Forlán, D'Alessandro, Jorge Henrique e Josimar ditavam o ritmo, pelo lado carioca, Elias, Carlos Eduardo, Bruninho e João Paulo eram os que mais tinham a posse de bola.

O equilíbrio da etapa inicial se mostrou também até no "quase gol". Forlán, após cruzamento de D'Alessandro, perdeu chance na cara do goleiro Felipe, ao mandar por cima da meta. Já nos minutos finais, Marcelo Moreno aproveitou cruzamento e desviou de cabeça, mas Muriel conseguiu evitar o gol dos visitantes.

Mas se as emoções não afloraram muito nos primeiros 45 minutos, no começo do segundo tempo a história foi diferente. Logo no início, Fabrício, lateral do Inter, perdeu um gol incrível. Após passe de Josimar, ele desviou de carrinho para o gol vazio, mas a bola subiu demais, frustrando os colorados.

A chance desperdiçada era um indício do que seria o segundo tempo, uma vez que o Internacional voltou melhor e colocando pressão. Enquanto isso, o Fla apostava nas bolas alçadas na área e contra-ataques. Quase conseguiu balançar a rede com González, que cabeceou no ângulo, mas, mais uma vez, Muriel salvou os colorados.

E justamente em uma bola levantada na área que o Internacional conseguiu a vitória. Nos minutos finais, após cobrança de falta, Felipe saiu em meio aos jogadores e a bola sobrou para o zagueiro Juan que, sozinho, cabeceou para o gol vazio. Ex-jogador e cria das categorias de base do Flamengo, ele não comemorou o gol.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 x 0 FLAMENGO

Local: Centenário, Caxias do Sul (RS)
Data-Hora: 21/07/2013 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Renda/Público: R$ 219.922,00 / 8.308 pagantes (9.502 pagantes)
Cartões amarelos: Léo Moura (FLA)
Cartões vermelhos: nenhum

Gols: Juan, 45'/2T (1-0)

INTERNACIONAL: Muriel, Gabriel (Ednei, 45/1T), Ronaldo Alves, Juan e Kleber (Leandro Damião, 18/2T); Josimar, Willians, Fabrício e D'Alessandro; Jorge Henrique e Forlán (Caio, 26/2T). Técnico: Dunga.

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Diego Silva, Elias, Bruninho (Nixon, 31/2T) e Carlos Eduardo (Adryan, 18/2T); Paulinho (Val, 45/2T) e Marcelo Moreno. Técnico: Mano Menezes.