icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/07/2013
09:25

Alguns, como Guilherme Biteco, 19 anos, não eram nem nascidos e o holandês Seedorf já era profissional. Jovens que estão começando no futebol, como o próprio meia e o lateral Alex Telles, destacam o exemplo que o camisa 10 do Botafogo, adversário das 16h do próximo domingo, na Arena, é para a garotada. Apesar da representatividade para o futebol mundial, o meia diz que aprenderá "no Youtube", após o jogo, e não durante a partida.

- Não dá para ficar olhando ele no jogo. Tenho que prestar atenção na partida. Mas depois sim, vejo no Youtube. É um grande jogador, todos sabem disso. Mas não quero ficar pensando no Seedorf, e sim no time do Botafogo como um todo - avaliou Biteco em entrevista coletiva.

O lateral-esquerdo Alex Telles, 20 anos, é outro dos jovens que irá ter pela frente o ídolo mundial. E coloca como meta anular o camisa 10 botafoguense para que o Tricolor seja superior na partida, que marcará a estreia de Renato Gaúcho na Arena do Grêmio - ou seja, lotação máxima nas arquibancadas. Na vitória do Fogão sobre o Fluminense, que colocou o time na liderança do Brasileirão, o holandês marcou o gol da vitória alvinegra.

- O Seedorf é único no futebol mundial. Isso motiva a gente a jogar e querer buscar o que ele busca. Querer chegar perto das conquistas dele. Temos exemplos aqui também, Zé Roberto, Elano. No domingo ele será nosso adversário e vamos tentar fazer nosso melhor. Anular ele será um passo importante para vencer a partida - comentou o lateral.

Seedorf x Zé Roberto: quem leva a melhor no duelo de experientes?

Alguns, como Guilherme Biteco, 19 anos, não eram nem nascidos e o holandês Seedorf já era profissional. Jovens que estão começando no futebol, como o próprio meia e o lateral Alex Telles, destacam o exemplo que o camisa 10 do Botafogo, adversário das 16h do próximo domingo, na Arena, é para a garotada. Apesar da representatividade para o futebol mundial, o meia diz que aprenderá "no Youtube", após o jogo, e não durante a partida.

- Não dá para ficar olhando ele no jogo. Tenho que prestar atenção na partida. Mas depois sim, vejo no Youtube. É um grande jogador, todos sabem disso. Mas não quero ficar pensando no Seedorf, e sim no time do Botafogo como um todo - avaliou Biteco em entrevista coletiva.

O lateral-esquerdo Alex Telles, 20 anos, é outro dos jovens que irá ter pela frente o ídolo mundial. E coloca como meta anular o camisa 10 botafoguense para que o Tricolor seja superior na partida, que marcará a estreia de Renato Gaúcho na Arena do Grêmio - ou seja, lotação máxima nas arquibancadas. Na vitória do Fogão sobre o Fluminense, que colocou o time na liderança do Brasileirão, o holandês marcou o gol da vitória alvinegra.

- O Seedorf é único no futebol mundial. Isso motiva a gente a jogar e querer buscar o que ele busca. Querer chegar perto das conquistas dele. Temos exemplos aqui também, Zé Roberto, Elano. No domingo ele será nosso adversário e vamos tentar fazer nosso melhor. Anular ele será um passo importante para vencer a partida - comentou o lateral.

Seedorf x Zé Roberto: quem leva a melhor no duelo de experientes?