icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/11/2014
09:28

O técnico José Mourinho é conhecido por não abaixar a cabeça para ninguém. Ou quase ninguém. Na última terça-feira, o português se viu obrigado a voltar atrás nas críticas que fez à torcida do Chelsea após a vitória sobre o Queens Park Rangers. Na ocasião, o polêmico treinador disse que se sentia em um estádio vazio quando os Blues jogavam em casa:

 - Posso ter ido longe demais nas críticas, mas só o fiz porque amo esse clube e me importo demais com ele. Eu me vejo na arquibancada junto com o torcedor e quero ajudar, jogar também. Se não sou jogador, não posso jogar. Se não sou técnico, não posso tomar decisões. Se sou um torcedor, o que posso fazer para ajudar? Para mim isso é um trabalho, mas é também mais que isso porque trata-se do Chelsea. Todos aqui sabem o quanto gosto do clube e o quanto quero que ele evolua.

Mourinho recebeu duras críticas da torcida após suas declarações, com um líder de um grupo de torcedores dizendo que ele deveria falar com a diretoria sobre os preços dos ingressos e que quem podia pagá-los estava mais preocupado em tirar "selfies" durante o jogo do que torcer para os Blues. Outro fã foi ao Instagram do zagueiro John Terry pedir para que ele ajudasse a diminuir o valor dos bilhetes. O capitão surpreendentemente respondeu, dizendo que iria falar com a diretoria sobre a questão.