icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/11/2014
13:03

Depois da batalha épica protagonizada com Chad Mendes na revanche que foi a luta principal do UFC 179, no último dia 25, José Aldo relembrou o dia de sua sétima defesa de cinturão no Ultimate e projetou o futuro na categoria dos penas. O campeão dos penas falou sobre Conor McGregor, falastrão irlandês que tem atraído a atenção do público e provocado o brasileiro em diversas oportunidades. 

- Ele é bom, sim, mas eu sou mal. Se o UFC botar (o Conor) na minha frente, vou passar por cima dele também - disparou o brasileiro, em entrevista ao Esporte Espetacular.

Ao ser perguntado sobre sua posição no ranking peso-por-peso, Aldo avaliou a vice-liderança, uma vez que Jon Jones é o primeiro colocado na classificação geral das divisões do peso da organização.

- Fato que pelo fato de eu estar há mais tempo.... Não sei o sobre o merecimento dele (Jon Jones). Não desmereço nenhum lutador, mas acho que sou o melhor - declarou o campeão, que não sabe o que é derrota desde 2005.  

José Aldo ainda analisou o desafio contra Mendes noUFC 179, elogiou a luta e comentou o dedo no olho que o atrapalhou por diversas vezes durante o confronto com o rival. 

- Essa foi uma grande luta, uma batalha, acho que podemos destacá-la como a minha melhor luta. A primeira vez que o dedo pega acontece, mas na segunda a gente já pensa nisso (em maldade). Na hora, de cabeça quente, pensei, sim, que ele queria me prejudicar - explicou.