icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/03/2014
15:29

Num dia de notícias divergentes sobre o estado de saúde de Michael Schumacher, o jornal inglês "The Telegraph" publicou na noite desta sexta-feira que, de acordo com fontes próximas ao alemão, a família foi informada "que somente um milagre pode salvar Schumacher".

Schumi está internado em Grenóble, na França, após acidentar-se durante uma descida de esqui e chocar sua cabeça em uma rocha. Após 69 dias, ele segue em coma. O artigo menciona que os especialistas procurados pela família do alemão disseram que um coma induzido dura em média três semanas e que, a essa altura, Schumacher já deveria estar acordado.

O "The Telegraph" menciona que uma de suas fontes é um jornalista alemão que está cobrindo o caso na França. O mesmo diz que há pouca esperança que Schumi acorde, bem como é grande a possibilidade que ele contraia uma pneumonia, visto a grande quantidade de fluidos em seus pulmões.

Seguindo com as informações, a publicação utiliza uma frase do ex-médico da Fórmula 1, Gary Hartstein, afirmando que, ainda que Schumacher saia do coma, após esse grande período de tempo, é possível que ele retorne com severas deficiências.