icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/03/2014
11:17

Os principais jornais de La Paz, na Bolívia, cidade do jogo entre Bolívar e Flamengo da última quarta-feira, entraram em consenso quando falaram da partida pela Libertadores: a esperança boliviana pelos pontos conquistados cai por terra ao se ver o futebol da equipe no confronto contra os brasileiros.

Os jornais El Diario, La Razón e La Prensa exaltaram a vitória como fundamental para as pretenções de classificação da Academia, mas demonstraram pessimismo com os espaços oferecidos ao Rubro-Negro e o que classificaram como pouca força ofensiva do time da casa.

Críticas a 'pouco futebol' em primeira vitória da equipe (Foto: Reprodução/La Razón)

Um dos mais críticos foi o El Diario, destacando que, após o gol do Bolívar, aos quatro minutos do primeiro tempo, a partida "perdeu intensidade e se tornou monótona e cansativa, salvo jogadas isoladas de ambas as equipes". O diário ainda criticou as falhas de posicionamento defensivo e os espaços dados principalmente a Paulinho, Mugni e Hernane, que criaram boas chances para empatar o jogo.

Outro que pegou pesado com o Bolívar foi o La Razón. O jornal afirmou que, se a vitória dos bolivianos "abre uma porta de esperança, o jogo não faz sonhar demais dadas às limitações da equipe, sobretudo ofensivas". O La Prensa também não se deixou levar pelo otimismo, mas fez alguns elogios. O diário exaltou o "dever cumprido" pela vitória em casa sobre "a equipe mais difícil do grupo".