icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2013
14:17

Após ter pulado para o primeiro lugar do ranking peso por peso do UFC depois da derrota de Anderson Silva, Jon Jones comentou seu novo posto em coletiva de imprensa do UFC 165, que acontece no dia 21 de setembro, em Toronto, Canadá. Durante a tarde desta terça-feira, o campeão da categoria meio-pesado pareceu não se sentir muito satisfeito com tal posição.

Segundo Jones, o fato de não ser dono de nenhum recorde e ostentar mesmo assim a primeira posição do ranking geral da organização é algo que não lhe cai bem.

- Não sinto o peso (de ser o número 1). Ainda estou só começando. Anderson, Hughes e GSP têm tantos recordes que eu não tenho... Não me cai bem ser o número um do ranking. Estou no começo da minha jornada, aprendendo a lidar com tudo ainda - afirmou o americano.

Com um cartel de 18 vitórias e uma derrota (por desqualificação), Jon Jones defende seu cinturão pela sexta vez no UFC 165, em Toronto, contra Alexander Gustafsson. O sueco vêm de seis vitórias seguidas e sustenta um cartel de 15 vitórias e uma derrota na carreira. No coevento principal do show, Renan Barão defenderá o cinturão dos galos diante de Eddie Wineland.


Após ter pulado para o primeiro lugar do ranking peso por peso do UFC depois da derrota de Anderson Silva, Jon Jones comentou seu novo posto em coletiva de imprensa do UFC 165, que acontece no dia 21 de setembro, em Toronto, Canadá. Durante a tarde desta terça-feira, o campeão da categoria meio-pesado pareceu não se sentir muito satisfeito com tal posição.

Segundo Jones, o fato de não ser dono de nenhum recorde e ostentar mesmo assim a primeira posição do ranking geral da organização é algo que não lhe cai bem.

- Não sinto o peso (de ser o número 1). Ainda estou só começando. Anderson, Hughes e GSP têm tantos recordes que eu não tenho... Não me cai bem ser o número um do ranking. Estou no começo da minha jornada, aprendendo a lidar com tudo ainda - afirmou o americano.

Com um cartel de 18 vitórias e uma derrota (por desqualificação), Jon Jones defende seu cinturão pela sexta vez no UFC 165, em Toronto, contra Alexander Gustafsson. O sueco vêm de seis vitórias seguidas e sustenta um cartel de 15 vitórias e uma derrota na carreira. No coevento principal do show, Renan Barão defenderá o cinturão dos galos diante de Eddie Wineland.