icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/11/2014
13:44

O campeonato é de pontos corridos, mas o duelo entre Joinville e Ponte Preta, neste sábado, a partir das 16h20 (de Brasília), na Arena Joinville, pode ser considerado a "final" da Série B. A equipe de Campinas lidera a Segundona com um ponto a mais que o vice-líder JEC: 67 a 66. Quem vencer o jogo, válido pela 35ª rodada, ficará próximo do título, que é inédito para a Ponte e ratificará o crescimento do Joinville, que aposta na sua força como mandante.

O JEC, que estava na Série D quatro anos atrás e foi o campeão da Série C em 2011, ostenta a condição de melhor mandante da Segundona. São 13 vitórias, três empates e apenas uma derrota. O aproveitamento é de 82,3%. Derrotar os comandos de Hemerson Maria no estádio não é uma tarefa simples.

– Aprendemos a jogar dentro de casa. Nos anos anteiores, o Joinville tinha dificuldades em casa, pois a torcida se impacientava com o resultado de empate e quando o time estava perdendo e, com isso, a equipe acabava se descontrolando. Nós temos um lema aqui. Nós não jogamos no ritmo da torcida. A torcida que joga no nosso ritmo – destacou o treinador, ao LANCE!Net, antes de completar:

– Jogamos com tranquilidade para fazer o resultado, procuramos pressionar o adversário principalmente no início do jogo e, geralmente, o Joinville consegue fazer os gols no primeiro tempo e isso dá tranquilidade para administrar o resultado até o final.

Outro fator que chama a atenção é a presença da torcida na Arena Joinville. O JEC tem a maior taxa de ocupação de estádio na Série B, com 41%. A média de público é de 9.204 pagantes por partida. O último jogo, diante do Bragantino, contou com 16.178 pagantes na Arena, cuja capacidade liberada é de 18 mil.

MELHOR VISITANTE, PONTE PREOCUPA

Se o Joinville é o melhor mandante da Série B, a rival de logo mais é a melhor visitante da competição. Com nove vitórias, quatro empates e quatro derrotas longe dos seus domínios, a Ponte inspira cuidados extras ao JEC.

– Conversamos bastante sobre a Ponte Preta, que tem um contra-ataque muito bom, principalmente com o Cafu pelo lado direito. É uma equipe que marca muito bem, joga muito bem postada em campo. É uma equipe experiente. Falamos para os jogadores que precisaremos ter cautela e atenção, pois a Ponte vai procurar jogar no contra-ataque, no nosso erro – completou o treinador.

MUITA TORCIDA PARA 'POUCO' ESTÁDIO

Inaugurada em 2004, a Arena Joinville, que pertence à prefeitura de Joinville, deveria comportar 30 mil pessoas, o que só será possível com um segundo anel de arquibancadas. E, para o Brasileirão-2015, a capacidade cairá para 15.901 com a presença de cadeiras nas arquibancadas. Como possui 12 mil sócios, todos com direito a ingressos, o JEC tentará eliminar o fosso da Arena para ganhar 2,5 mil lugares no estádio, que pertence à Prefeitura de Joinville.