icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/12/2013
18:02

O sargento da Polícia Militar de Santa Catarina, Adilson Moreira, veio a público dar explicações sobre a bárbarie que ocorreu no jogo entre Atlético-PR e Vasco. Por medida do Ministério Público local, a partida não contou com efetivo policial dentro da Arena Joinville, e o estádio ficou sob cuidados de seguranças particulares.

- Não é um acordo, é uma questão de entendimento do Ministério Público e da Policia Militar, porque esse é um evento privado. Se tivesse a policia, talvez até ocorresse, porque não estamos longe de acontecer, pois isso já aconteceu em outros estados. Mas vamos estar prontos para a intervenção como estivemos sempre. É um evento privado e a Policia Militar tem de fazer sua parte externamente - declarou, ainda que de forma confusa.

Alguns torcedores foram encaminhados em estado grave para o hospital da cidade.

Imagens fortes! Veja a confusão entre torcedores de Vasco e Atlético-PR

E MAIS:
> Seguranças contratados pelo Atlético-PR sem equipamentos de defesa
> Confusão generalizada faz jogo entre Vasco e Atlético-PR ser interrompido