icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/12/2013
19:00

Mesmo sem pretenções no Campeonato Brasileiro, o Flamengo não deixou o jogo barato para o Vitória, neste domingo, no Barradão. Em uma partida de seis gols, o Rubro-Negro baiano levou a melhor sobre os cariocas no triunfo por 4 a 2, e ainda sonha com uma vaga na Libertadores.

Com o resultado, o Vitória acumula 58 pontos e está na sexta posição. Pelo lado do Flamengo, Hernane marcou mais um e se isolou na artilharia da temporada, com 35 gols. A equipe de Jayme de Almeida segue na parte intermediária, na 11° posição, com 48 somados.

A partida contou com a presença do presidente da CBF José Maria Marin, que assistiu ao jogo ao lado do presidente do Vitória. Marin ficará na Bahia, já que na próxima sexta-feira vai acontecer, na Costa do Sauípe, o sorteio dos grupos da Copa do Mundo. Por coincidência, os jogadores  não fizeram o protesto do Bom Senso F.C - que tem se tornado habitual nas últimas rodadas da competição.

DINEI VAI DE VILÃO À HERÓI

Os minutos iniciais da partida retratou bem o que as duas equipes almejam na competição. O time baiano buscava constantemente o ataque, e o time de Jayme de Almeida ficava bem postado na defesa, tentando surpreender nos contra-ataques. Mas de tanto investir ao ataque, em um rebote, o goleiro Paulo Victor saiu atrasado e derrubou Dinei na área. Contudo, o goleiro recuperou-se e defendeu bem a penalidade cobrada pelo próprio atacante.

E MAIS:
> É dele! Brocador garante status de artilheiro do Brasil
> Com presença de Marin, Vitória e Fla não tem protesto do Bom Senso F.C
> Jayme satisteito com postura do Flamengo no Barradão

Nas vezes que o Flamengo chegou ao gol de Wilson, as bolas não chegaram a preocupar o arqueiro do time baiano. As jogadas com mais chances de gol vinham, em sua maioria, pelo lado do Vitória, colocando Paulo Victor para fazer grandes defesas.

Mas de tanto insistir, o Vitória, enfim, conseguiu abrir o placar. Em uma linda triangulação, Cajá achou Marquinhos na ponta esquerda, que de primeira, cruzou para Dinei, que dessa vez não desperdiçou, aos 43 minutos. Porém, a alegria durou muito pouco. Aos 45, em um escanteio, Wallace foi oportunista e deixou tudo igual em Salvador.

BROCA ENTRA EM AÇÃO, MAS LEÃO AMPLIA

A defesa do Rubro-Negro carioca começou o segundo tempo um pouco desatenta. Ayrton bateu lateral para dentro da área, a bola enganou o zagueiro e sobrou para o argentino Maxi Biancucchi acertar um belo sem pulo, indefensável. O tento animou ainda mais a partida, deixando o time de Jayme ainda mais afobado.

Como no primeiro tempo, o gol do Vitória não abalou o Flamengo. Em uma bela jogada de Nixon aos 14 minutos, o jovem, cruzou nos pés de Hernane, que assinou mais um na temporada, chegando a artilharia da temporada, com 35 tentos, sendo 15 no Brasileiro. O jogo ficou lá e cá e dois minutos depois Juan cruzou para área e Dinei, mais uma vez ele, se esticou todo para desviar e fazer o segundo dele.

Em mais um ataque rápido, coletivo e envolvente, a equipe de Ney Franco selou a vitória. A vez foi de Marquinhos marcar, aos 35 minutos. Dinei fez o pivô dentro da área e Marquinho apenas escorou.


FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 4 X 2 FLAMENGO

Local: Barradão, Salvador (BA)
Data-Hora: 30/11/2013 - 17h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar de Oliveira - SP (FIFA)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock - SC (ESP) e Rogerio Pablos Zanardo - SP (ASP-FIFA)
Gols: Dinei, 43'/1ºT (1-0), Wallace, 45'/1ºT (1-1), Maxi Biancucchi, 1'/2ºT (2-1); Hernane, 14'/2ºT (2-2), Dinei, 16'/2ºT (3-2) e Marquinhos, 35'/2ºT (4-2).
Público/Renda: Não divulgado
Cartões amarelos: Paulo Victor, Wallace e Amaral (FLA); Escudero e Victor Ramos (VIT)
Cartão vermelho: Wallace, 43'/2ºT

VITÓRIA:  Wilson; Ayrton, Kadu, Victor Ramos e Juan; Cáceres, Escudero (Willian Henrique, 42'/2ºT) e Renato Cajá (Danilo Tarracha, 20'/2ºT); Marquinhos, Maxi Biancucchi (Luiz Gustavo, 33'/2ºT) e Dinei. Técnico: Ney Franco

FLAMENGO: Paulo Victor; Digão, Wallace, Samir e João Paulo; Luiz Antonio, Amaral; Adryan (Val, 13'/2ºT), Gabriel (Nixon, intervalo) e Bruninho (Rafinha, 28'/2ºT); Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.