icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/03/2014
18:25

Arbitragem confusa, sucessão de pontapés e muita, muita reclamação. Foi o que marcou a vitória do América-MG sobre o Guarani-MG, pela abertura da nona rodada do Campeonato Mineiro, nesta quarta-feira de Cinzas, no Farião. Mesmo com superioridade numérica a partir dos 20 minutos do primeiro tempo, o Coelho bateu a equipe de Divinópolis por 2 a 1, com sua primeira vitória fora de casa, alcançou 11 pontos. Já o Bugre estacionou nos oito.

GOL POLÊMICO MARCA ETAPA INICIAL VIOLENTA

Mesmo atuando fora de casa, o América-MG dominou as ações desde o primeiro minuto. Liderada por Tchô, a equipe se lançou à frente e teve duas oportunidades claras desperdiçadas por Obina.  Já o Guarani-MG tropeçava em seus erros de passe, e recorria com frequência à violência para controlar o ímpeto adversário.

O panorama pareceu ficar mais favorável ao Coelho aos 20 minutos. Após dividida com Willians, o atacante Willian recebeu cartão amarelo por simulação - seu segundo no jogo, que deixou o time bugrino com um a menos. Porém, apesar da inferioridade numérica, o Guarani-MG cresceu na partida, e viu Michel Elói e Alex arriscarem para defesas de Matheus. Só que a equipe de Divinópolis, aos poucos, foi se deixando levar pelo nervosismo (algumas, com razão) a cada cobrança de falta e até lateral marcado a favor do Coelho. O estopim da irritação bugrina aconteceria aos 37 minutos.

Tchô cobrou escanteio e Renato Santos cabeceou. A bola bateu no travessão, caiu próxima da linha de meta e retornou ao campo. O bandeirinha assinalou o gol. Porém, a irritação da torcida bugrina fez Flávio Henrique Teixeira começar a cometer erros. Faltas claríssimas a favor do Coelho foram ignoradas, e até laterais foram invertidos. Em campo, Tardelli viu o empate do Guarani-MG ser salvo por Matheus. E, no intervalo, o árbitro foi cercado pelo técnico Leston Júnior e por diretores do time da casa, que reclamaram fortemente.

TCHÔ GARANTE VITÓRIA DO COELHO NO FIM

Na volta do intervalo, os ânimos estavam quentes na arquibancada. O policiamento foi reforçado na arquibancada - a torcida do Guarani-MG ficou ainda mais na bronca após Andrei Girotto, que já tinha cartão amarelo, ter feito uma falta dura sobre Michel Cury. Já a equipe de Divinópolis teve sua primeira chance em arrancada com Tardelli, mas o atacante preferiu cavar um pênalti. O árbitro, que manteve sua distribuição farta de cartões, mas esteve extremamente contido nas marcações nesta etapa, mandou o jogo seguir. 

Com mais volume de jogo, a equipe bugrina chegou ao empate graças à bola parada. Michel Cury cobrou falta da direita e a bola desviou na barreira para cair no canto esquerdo de Matheus, aos 10 minutos.

O América-MG respondeu em seguida, em finalização de Willians, e manteve seu estilo ofensivo. Porém, com sucessivos erros no último passe, a equipe chegou à área adversária apenas em cobranças de falta. Já o Guarani-MG voltou a assustar com a entrada de Thiago Pereira. O atacante fez boas tabelas com Michel Elói e serviu Michel Cury, que exigiu Matheus na reta final do jogo.

Só que os visitantes tinham a categoria de Tchô para desequilibrar. E, após receber passe dentro da área, o meia se desvencilhou de Marx para, aos 44 minutos, bater rasteiro, longe do alcance de George. O gol da vitória do Coelho saía aos 44 minutos. O placar quase aumentou três minutos depois, quando Obina foi lançado por Lucas Silva e finalizou na trave. Desta vez, o atacante passou em branco. Mas o América-MG, não.

GUARANI-MG 1x2 AMÉRICA-MG

Data-Hora: 05/03/14 (16h - de Brasília)
Local: Farião, em Divinópolis (MG)
Renda / Público: Não divulgados
Árbitro: Flávio Henrique Teixeira (MG)
Assistentes: Marconi Herbert Vieira (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG).

Cartões amarelos: Willian, Tardelli, George, Alex Santos (GMG); Andrei Girotto, Caballero, Leandro Guerreiro, Renato Santos e Willians (AMG).

Cartão vermelho: Willian, 20/1T (GMG)

Gols: Renato Santos, 37/1T (0-1), Michel Cury, 10/2T (1-1) e Tchô, 44/2T (1-2).

GUARANI-MG: George, Alex Santos, Marx, Tiago Papel e Iago (Wanderson, intervalo); Fernando, Thiago Carpini, Michel Cury e Willian; Tardelli (Thiago Pereira, 26/2T) e Michel Elói (André, 38/2T). Técnico: Leston Júnior

AMÉRICA-MG: Matheus; Elsinho, Renato Santos, Lula e Gilson; Leandro Guerreiro, Andrei Girotto (Caballero, intervalo), Tchô e Henrique (Ricardinho, 14/2T); Willians (Lucas Silva, 31/2T) e Obina. Técnico: Moacir Júnior