icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/11/2013
13:10

Nesta quarta-feira, Rogério Ceni entrará no Morumbi para mais um jogo importante da vitoriosa carreira e ao mesmo tempo alcançará outra marca histórica em sua trajetória. Ele fará a partida de número 1.116 pelo Tricolor e assim vai igualar Pelé como o atleta que mais defendeu um mesmo clube. Ainda assim, o camisa 01 evita qualquer tipo de comparação.

- Pelé é inigualável, não tem comparação - afirmou Ceni ao site oficial do clube.

O ídolo são-paulino, porém, valoriza o casamento que deu certo com o clube e ressalta a importância de vestir a camisa toda vez que entra em campo, ainda mais pelas dificuldades de atualmente um atleta permanecer por tanto tempo na mesma agremiação.

- Agora, como determinação, como atleta que vestiu uma única camisa... Ele jogou nas décadas de 1960 e 70, 40 anos atrás. Nos dias atuais, em que é difícil ter uma longevidade grande, por bons negócios ou lesões, brigas... É um casamento legal com o São Paulo, de 23 anos. Não me faço de coitado, sou remunerado, mas tenho carinho muito especial cada vez que visto essa camisa - afirmou, deixando claro a sua dedicação:

- Minha dedicação aqui foi 100% em todos os dias. Você conta nos dedos de uma mão os dias que cheguei atrasado, as partidas que fiquei fora. Nunca me acomodei, sempre quis mais. Logicamente, tenho que ver os limites. Que, com 40 anos, são diferentes de quando eu tinha 20. Mas tento fazer sempre o melhor - completou.

Rogério Ceni vive o dilema de encerrar a carreira ou atuar por mais uma temporada, como é o desejo da comissão técnica e também do presidente Juvenal Juvêncio.