icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/03/2014
11:35

O técnico Arsène Wenger completou 1000 jogos no comando do Arsenal neste sábado, e nem o mais pessimista dos torcedores dos Gunners poderia imaginar que o dia de festa seria tão ruim. Por uma coincidência, a data festiva iria coincidir com um clássico contra o Chelsea do seu desafeto José Mourinho. E os Blues, jogando em casa, não tiveram piedade, fizeram 3 a 0 em 16 minutos, e o jogo terminou com uma goleada impiedosa: 6 a 0. A maior da história do confronto.

Com este resultado, o Chelsea alcançou os 69 pontos na tabela do Campeonato Inglês, ficando ainda mais isolado na liderança. O Arsenal, que tem um jogo a menos que os Blues, fica estacionado com 62 e pode ser ultrapassado pelo Manchester City, que entra em campo ainda neste sábado contra o Fulham. O Liverpool, que tem os mesmos 62, visita o Cardiff.

O JOGO
Os dois times tinham desfalques importantes para o clássico. O Chelsea não podia contar com Ramires e Willian. Mourinho optou por utilizar David Luiz ao lado de Matic como volante. Oscar ajudava a compor o setor, enquanto Hazard e Schürrle tinham total liberdade para atacar com Eto'o. O Arsenal não tinha Wilshere, Özil e Walcott. E sofreu mais.

O Chelsea foi mais agressivo desde o segundo minuto de jogo. Pressionou bastante na intermediária e aproveitou os erros do Arsenal, principalmente pelo seu lado esquerdo, e os avanços quase irresponsáveis dos laterais. Saíram gols logo aos cinco e aos sete minutos. No primeiro Schürrle arrancou na intermediária, achou Eto'o, que limpou Chamberlain e chutou. Depois, jogada parecida. Mas o alemão chutou e marcou.

Na sequência, o Arsenal ficou desarrumado, sem saber o que fazer, e o Chelsea perdeu Eto'o, machucado. Veio Torres. E o ímpeto ofensivo continuou. Até vir o pênalti. Boa jogada do espanhol com Hazard e Oscar. Na finalização do belga, Chamberlain colocou a mão na bola.


O árbitro marcou o pênalti, mas inexplicavelmente expulsou Gibbs. Hazard marcou, e praticamente definia o jogo. Ainda na etapa final saiu o quarto, com Oscar.

Árbitro expulsou o jogador errado do Arsenal (Foto: AFP)

SEGUNDO TEMPO
Na etapa final, o Chelsea jogou com calma e inteligência. Mantinha a posse de bola, às vezes até chamava o Arsenal para o seu campo, e saía para o ataque. E assim como foi no primeiro tempo, foi mortal. Os Gunners não demonstravam organização, poder de fogo, nada.

E o Chelsea aproveitou. Oscar fez logo o seu segundo, após nova falha da defesa. Chutou colocado, marcou, e saiu logo depois para a entrada de Salah. Que foi o autor do sexto. Recebeu lindo lançamento de Matic, saiu na cara de Szczesny, e não desperdiçou.

Schürrle foi um dos melhores jogadores em campo (FOTO: AFP)

CONFIRA A 31ª RODADA DO CAMPEONATO INGLÊS
Sábado
Chelsea 6x0 Arsenal
Cardiff x Liverpool (12h, de Brasília)
Everton x Swansea (12h, de Brasília)
Hull x West Bromwich (12h, de Brasília)
Manchester City x Fulham (12h, de Brasília)
Newcastle x Crystal Palace (12h, de Brasília)
Norwich x Sunderland (12h, de Brasília)
West Ham x Manchester United (14h30, de Brasília)

Domingo
Tottenham x Southampton
Aston Villa x Stoke