icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/12/2013
18:56

No dia 18 de dezembro de 2005, em Yokohama (JAP), o São Paulo conquistava seu terceiro título mundial. O Liverpool (ING), que não sofria gols há 11 jogos, foi surpreendido pelo passe de Aloísio e a finalização do volante Mineiro, que marcou o único gol da partida. O jogador relembrou sua atuação e comemorou a data.

- Isso está marcado na minha vida e nunca vai mudar. Dezembro é muito especial pra mim. Todo ano, quando chega este mês, recordo com carinho o que a gente viveu - lembrou o ex-volante tricolor, ao site oficial do clube.

A equipe do Liverpool entrou como favorita, mas o favoritismo inglês durou pouco. Logo aos 26 minutos do primeiro tempo, Aloísio fez um lindo lançamento, deixando Mineiro sozinho para estufar as redes do goleiro Reina. Após o gol, o São Paulo se fechou e jogou no contra-ataque. Ceni brilhou, fez belíssimas defesas e ajudou a manter o placar até o apito final. O goleiro ainda foi eleito o melhor jogador da competição.

Dono do belo passe que deu a vitória ao Tricolor, Aloísio conta que já havia treinado aquela mesma jogada passe umas cem vezes, mas nunca acertava.

- Quando dominei a bola, o neguinho (Mineiro) passou gritando. Felizmente aquela noite Deus abençoou e deu certo na primeira vez - brincou.

Mineiro se consagrou no Tricolor. Além do Mundial de Clubes foi também campeão da Libertadores da América, do Campeonato Paulista e do Campeonato Brasileiro. Foram 126 jogos e 14 gols marcados pelo clube.


FICHA TÉCNICA DO JOGO:
LIVERPOOL (ING) 0 X 1 SÃO PAULO

Estádio: Internacional de Yokohama (Japão)
Data/hora: 18/12/2005 - 08h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Benito Armando Archundía Tellez (México)
Auxiliares: Arturo Velasquez (México), Hector Vergana (Canadá)
Público: 66.821 pagantes

GOL: Mineiro, 26'/1°T.

LIVERPOOL: Reina; Finnan, Carragher, Hyppia e Warnock (Riise); Sissoko (Sinama Pongolle), Gerrard, Xabi Alonso e Luis Garcia; Kewell e Morientes (Peter Crouch). Técnico: Rafa Benítez.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Fabão, Lugano e Edcarlos; Cicinho, Mineiro, Josué, Danilo e Junior; Amoroso e Aloísio (Grafite). Técnico: Paulo Autuori.