icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/07/2013
21:33


Apesar da insatisfação de Paulo Autuori com os atrasos nos pagamentos colocar em dúvida o seu futuro no clube, os jogadores, ao desembarcarem no Rio após a derrota para o Internacional, disseram que o técnico não falou com eles se fica ou não no Cruz-Maltino.

– O Paulo (Autuori) não falou nada com a gente. Ninguém sabe de nada ainda. A gente quer que ele não saia, mas a decisão não é nossa – disse o volante Fellipe Bastos.

O zagueiro Renato Silva também lamentou a possível saída do treinador, pedindo empenho da diretoria vascaína para segurá-lo no cargo.

– Ele ia ajudar muito. Mas vamos ver o que ele vai falar com o grupo. Estamos ansiosos, espero que ele fale com a gente. Mudança no futebol é normal, mas o Vasco tem que fazer um esforço para segurá-lo – disse Renato, ressaltando que a filosofia do treinador continue:

Paulo Autuori comanda o Vasco desde março (Foto: Bruno de Lima/LANCE!Press)

– Se ele realmente sair do Vasco, que, ao menos, fique a herança dele.

Já o atacante equatoriano Tenório prefere pensar no clássico contra o Flamengo, na próxima rodada, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

– Temos um jogo complicado domingo. Não esperávamos perder do Inter, mas estamos aqui para isso, para dar a cara, seguir trabalhando. O campeonato começou agora, só temos seis jogos e vamos continuar trabalhando.


Apesar da insatisfação de Paulo Autuori com os atrasos nos pagamentos colocar em dúvida o seu futuro no clube, os jogadores, ao desembarcarem no Rio após a derrota para o Internacional, disseram que o técnico não falou com eles se fica ou não no Cruz-Maltino.

– O Paulo (Autuori) não falou nada com a gente. Ninguém sabe de nada ainda. A gente quer que ele não saia, mas a decisão não é nossa – disse o volante Fellipe Bastos.

O zagueiro Renato Silva também lamentou a possível saída do treinador, pedindo empenho da diretoria vascaína para segurá-lo no cargo.

– Ele ia ajudar muito. Mas vamos ver o que ele vai falar com o grupo. Estamos ansiosos, espero que ele fale com a gente. Mudança no futebol é normal, mas o Vasco tem que fazer um esforço para segurá-lo – disse Renato, ressaltando que a filosofia do treinador continue:

Paulo Autuori comanda o Vasco desde março (Foto: Bruno de Lima/LANCE!Press)

– Se ele realmente sair do Vasco, que, ao menos, fique a herança dele.

Já o atacante equatoriano Tenório prefere pensar no clássico contra o Flamengo, na próxima rodada, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

– Temos um jogo complicado domingo. Não esperávamos perder do Inter, mas estamos aqui para isso, para dar a cara, seguir trabalhando. O campeonato começou agora, só temos seis jogos e vamos continuar trabalhando.