icons.title signature.placeholder Igor Siqueira e Thiago Correia
22/06/2014
17:11

Não serviu como desculpa para o mau futebol da Bélgica contra a Rússia, neste domingo, mas teve jogador insatisfeito com o gramado do Maracanã.

O volante Marouane Fellaini, por exemplo, foi um deles, dizendo que o campo estava seco. E olha que antes do apito inicial, no período entre o aquecimento e a entrada das seleções em campo, houve irrigação, prática comum na Europa e no 'padrão Fifa'.

- Foi difícil jogar, porque não estava molhado. O Brasil é quente, então... - disse ele, na zona mista após a vitória por 1 a 0, conseguida no final do jogo.

O lateral-direito Toby Alderweireld pegou um pouco mais leve, mas, na comparação com o gramado da primeira partida, no Mineirão, o Maracanã ficou perdendo.

- O gramado não estava tão bom quanto no primeiro jogo, mas foi o suficiente para jogar futebol - afirmou.

Neste domingo, o Maracanã recebeu o terceiro jogo da Copa-2014. As próximas seleções que pisarão no gramado serão Equador e França, na quarta-feira.