icons.title signature.placeholder Guilherme de Mattos - Craque do Futuro
11/11/2013
17:40

Nos últimos anos a seleção brasileira de basquete vem sofrendo com o desfalque dos jogadores que atuam na NBA. Esse assunto causa muita polêmica, já que dirigentes e ex-jogadores questionam a falta de vontade destes atletas em defender seu país.

Mas por outro lado, os jogadores que atuam no Brasil e foram chamados nas ultimas convocações apoiam os "estrangeiros". O LANCE!Net falou com três atletas sobre o assunto. Larry Taylor (americano naturalizado brasileiro) e Murilo Becker, ambos do Bauru e, Mineiro, do Pinheiros.

- Estive durante muitos anos atuando com esses jogadores e sei muito bem a situação que eles passam. É preciso analisar alguns fatos, como no caso do Faverani por exemplo, ele sempre teve o sonho de atuar na NBA. Essa oportunidade apareceu, mas se ele jogasse o sul-americano perderia a pré-temporada do Boston e, provavelmente não teria chances nesta temporada. Mas como optou pelo Boston, agora você pode ver o "Up" da vida dele, é um dos destaques deste inicio de temporada - afirmou Becker.

- Eu estive no grupo deste sul-americano e posso confirmar como é bom defender nosso país. Mas acredito que cada atleta tenha o seu motivo por querer estar fora - disse Mineirinho.

Mas contido, o americano Larry Taylor não quis falar muito sobre o assunto, só afirmou que as escolhas são pessoais e para ele a seleção tem um grande significado.

- Cada um faz o que quiser. Eu sei que tenho um orgulho muito grande em defender a seleção e quero continuar lutando pelo Brasil - contou o americano naturalizado.

Agora os jogadores aguardam o possível convite da FIBA, para que o Brasil tenha a possibilidade de jogar o Mundial, que acontecerá em 2014, na Espanha.