icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/03/2014
00:12

O pênalti assinalado pelo árbitro Patrício Hernan Loustau no empate em 2 a 2, entre Nacional (PAR) e Atlético-MG, revoltou os jogadores do time visitante. O árbitro assinalou mão na bola do zagueiro Otamendi. Ao término do confronto, Diego Tardelli e Jô comentaram a situação. A dupla acredita que o mediador do confronto cometeu um erro.

– No nosso ponto de vista, o braço estava colado, tanto o braço do Léo (Silva) quanto do Otamendi – disse Tardelli, que também avaliou as condições do Estádio Antonio Aranda Encina e ainda valorizou o empate:

– Libertadores é sempre complicado, gramado pesado. Cansamos pelo ritmo de jogo. Sabemos o que fazer quando enfrentá-los em casa. A gente não soube controlar o jogo com posse de bola. É difícil conduzir a bola neste campo, mas está bom. Pelo menos saímos com um empate.

Autor do segundo gol do Galo na partida, o centroavante Jô endossou o companheiro de setor ofensivo. Ele, porém, valorizou o ponto conquistado fora dos domínios.

– De onde eu estava, não vi pênalti, mas o importante foi pontuar fora de casa. É importante. Queríamos a vitória, mas vamos continuar trabalhando para a próxima quarta-feira – comentou.

O Atlético volta a enfrentar o time do Paraguai na próxima quarta-feira, às 19h30, no Independência. Caso vença o jogo da semana seguinte, o Alvinegro se aproxima da classificação para as oitavas de final.