icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/03/2014
13:34

Um escândalo abalou o ambiente do Independiente nesta quarta-feira. Um jogador do clube, de 19 anos, é acusado de tentar violentar a namorada de um companheiro de equipe. O acusado é Alexis Zárate. O nome da mulher, todavia, não foi divulgado.

Segundo a imprensa argentina, Zárate atacou a namorada de Martín Benítez, também de 19 anos, após uma noite em uma casa noturna. A jovem, de 21 anos, disse que chegou à casa de Zárate acompanhada do namorado e de um amigo do casal, Nicolás Pérez. Este último jogador da categoria de base do Independiente.

A versão da mulher é que estava dormindo junto com seu namorado em um dos quartos da casa, e que havia despertado com Zárate tentando violentá-la. Apesar da denúncia, o presidente do Independiente, Javier Cantero, afirmou que não crê na versão contada pela jovem.

- São dois rapazes de boa família, que conheço muito bem, para acreditar que são capazes de ato similar. Falarei com eles, e me coloco à disposição da Justiça. Mas, com todo o respeito à garota, não acredito nela. Além disso, pelo que sei, Benítez não estava namorando - disse Cantero à emissora argentina C5N.

Todavia, o advogado designado pelo clube, Gonzalo Falco, admitiu em entrevista à rádio La Red, que a versão da acusação é verídica.

- Muitos dos fatos descritos pela garota ocorreram realmente. De qualquer modo, não posso revelar todos os detalhes. Ainda falta buscar outras provas - disse Falco.

O Independiente passa institucionalmente por uma enorme turbulência. O presidente do clube é permanentemente ameaçado por barras-bravas, desde que iniciou uma guerra particular para expulsá-los do clube. Além disso a equipe se encontra na terceira colocação da Segunda Divisão argentina, lutando para voltar à elite.