icons.title signature.placeholder Pedro Barboza
13/02/2015
12:02

Aposentado dos gramados em 2009, quando defendia o Fluminense, Fabinho, de 38 anos, não deixou de lado o futebol. Atualmente como diretor-executivo, com trabalhos realizados no Bonsucesso e no Bangu, o ex-jogador iniciou, no início da semana, um trabalho de aperfeiçoamento na função ao lado de Rodrigo Caetano, porém, sem qualquer tipo de remuneração.

Ex-volante foi campeão com Luxemburgo, no Santos, em 2004 (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)


O "estágio" no Flamengo ficou ainda mais fácil pelo bom relacionamento de Fabinho com o técnico Vanderlei Luxemburgo, com o preparador físico Antonio Mello e com o assistente técnico e ex-jogador Deivid, que fizeram parte do grupo campeão brasileiro em 2004 com o Santos. A ideia inicial é de que o ex-volante acompanhe as atividades no Ninho do Urubu em três dias na semana.

E MAIS!
> Léo Moura volta a treinar com bola após lesão contra o Macaé
> Lesão é constatada e Anderson Pico passará por operação

– O Caetano (Rodrigo) é muito amigo. Conversamos e acabamos acertando para eu fazer um aprimoramento ao lado dele no Flamengo, acompanhando também o Vanderlei, com quem trabalhei no Santos e tem muitas coisas boas para transmitir, além do preparador-físico Mello (Antonio) e o próprio Deivid. Até conversei com o presidente Eduardo Bandeira de Mello, que deixou as portas abertas para mim aqui – explicou Fabinho, que também teve uma passagem pela Gávea, em 2003.

Já Rodrigo Caetano garantiu que dará total apoio no trabalho do ex-jogador, que já vem seguindo seus passos desde os tempos de Fluminense.

- Ele já acompanhava o meu trabalho no Fluminense, já fez alguns trabalho aqui no Rio e é um cara que busca um lugar no mercado, tem ótima relação e tem capacidade para isso. Está dando uma atualizada na carreira. Assim, sempre que possível ele vai nos acompanhar - disse diretor-executivo.