icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/04/2014
11:49

Em um jogo emocionante, o Brasil Kirin lutou, tentou, empatou a partida, mas não conseguiu conter o Sesi que, no tiebreak, levou a vaga à final da Superliga Masculina, com uma vitória por 3 sets a 2, parciais de 21-15, 21-19, 17-21, 17-21 e 15-9.

A equipe paulistana começou a partida melhor, vencendo os dois primeiros sets, mas permitiu a reação do Kirin, que empatou a partida, levando-a ao tiebreak. No final, a experiência do Sesi fez a diferença.

Renan, do Sesi, foi o maior pontuador da partida, com 16 pontos, seguido por Gustavão, do Kirin, com 15. Lucão e Lucareli, do Sesi, e Rivaldo e Diogo, do Kirin, fizeram 14 pontos.

A equipe do Sesi irá enfrentar o Sada/Cruzeiro, pela grande final da Superliga Masculina, no dia 13 de abril, em Belo Horizonte, no Ginásio Mineirinho.

O JOGO:

O Sesi começou a partida a todo vapor, comandando as ações e vendo o ponteiro Renan comandar as ações da equipe, com quatro pontos. Errando mais, o Brasil Kirin permitiu que o Sesi abrisse uma grande distância no placar e fechasse o set em 21 a 15.

Na segunda parcial, o Brasil Kirin voltou melhor, errou pouco, mas viu um Lucão inspirado do lado do Sesi e, com sete pontos do central, a equipe paulistana conseguiu comandar o set e fechar em 21 a 19.

Já na terceira parcial, tudo mudou. Gustavão passou a atuar com destaque e, com dois pontos de bloqueio e quatro de ataque do jogador, o Kirin conseguiu levar o set, encerrando em 21 a 17.

No quarto, o Sesi tentou reagir para evitar o tiebrake, mas o Brasil Kirin estava focado em levar a disputa da vaga para a final de volta à São Paulo, em um terceiro jogo e, com boa atuação de Diogo, com seis pontos, o Kirin venceu a parcial por 21 a 17.

No tiebrake, as ações foram equivalentes até o instante em que o placar mostrava 6 a 5 para o Sesi. Então, o levantador do time de Campinas, Alan, errou um passe, quando o Kirin empataria a partida, e isso desestabilizou a equipe. Daí pra frente, o placar deslanchou a favor do Sesi, que chegou a abrir 12 a 6 até o primeiro ponto do Kirin, que tentou uma reação, mas tardia. Com isso, o Sesi fechou a partida em 3 sets a 2, com vitória no quinto set por 15 a 9.