icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/11/2014
08:05

O Vasco viveu um ano de altos e baixos na Série B e terminou apenas na terceira colocação do campeonato. Uma coisa, no entanto, foi bem aproveita e parece que renderá frutos para o clube no futuro: a base. O técnico Joel Santana tratou o aproveitamento da garotada como um legado, destacou, além de Luan, que já vinha jogando em 2013, Lorran (18 anos), Jhon Cley (20) e Thalles (19) e disse que eles devem ser aproveitados no próximo ano.

- Isso que fica para nós. Tivemos um crescimento de valores da nossa casa. O Thalles é um jogador de seleção, o Luan e Lorran já não restam mais dúvidas e o Jhon Cley jogou uma barbaridade. Jogou tranquilo, com experiência, uma pena que torceu o pé. São garotos feitos e criados no Vasco e a tendência é aproveitar bem esses garotos em 2015. Eles vestem a camisa e estão esperando oportunidade - destacou o técnico.

Outro jovem que também viveu um grande ano foi o goleiro Jordi, de 21 anos. Ele atuou em quatro partidas e sofreu apenas um gol, de pênalti, diante do Avaí, no último sábado. Neste jogo, inclusive, o arqueiro teve grande atuação e fez ótimas defesas. Joel reconheceu o bom trabalho do atleta.

- Jordi provou que é um baita de um goleiro. Mostrou uma personalidade impressonante. Ele vai muito longe - acrescentou.

Uma frase famosa em São Januário diz que: "Enquanto houver um coração infantil, o Vasco será imortal". Que estes jovens possam crescer ainda mais em 2015 para ajudar o Cruz-Maltino a reencontrar o caminho das glórias.