icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
21/02/2015
19:13

O Botafogo não foi avassalador como nas rodadas anteriores. No entanto, mesmo com uma atuação irregular, venceu o Nova Iguaçu, de virada, por 2 a 1, no Estádio Nilton Santos, e assumiu a liderança do Carioca. Para terminar a rodada no posto, torce contra o Flamengo, que joga neste domingo contra o Madureira.

A boa fase, após três goleadas, parece ter dado um ar de soberba ao Botafogo. A postura da equipe, aliada aos erros, dava a impressão de que o mandante achava que ganharia o jogo no momento que quisesse.

Foi ai que surgiu o único lance que merece aplausos nos 45 minutos iniciais. Dieguinho, que completava 100 jogos pelo Nova Iguaçu, puxou um contra-ataque 100sacional do seu campo até a área do goleiro Jefferson, que nada pôde fazer no chute 100 defesa. No entanto, o gol foi de Marlon, que “tirou” um gol que seria de placa do companheiro.

Mesmo em desvantagem, o Botafogo não acertava. E quando fazia com alguma dificuldade, parou no xará do goleiro Alvinegro, como em um chute de Willian Arão. E foi o volante que deu início ao lance que é o atual retrato decadente do Campeonato Carioca. Após chute cruzado, Bill, que estava impedido no início da jogada, chutou e o lateral Paulo Henrique tirou com a mão. O árbitro Rodrigo Carvalhães marcou apenas escanteio. Uma vergonha dupla e lamentável.

O “Master Mind” René Simões deve ter saído do estado zen e dado aquela geral no vestiário. Afinal, se não voltou mais organizado, o Botafogo, ao menos, se deu conta de que precisaria de gana para vencer

René apostou em Sassá e deixou o Alvinegro mais ofensivo. E o jogador deu outra dinâmica aos donos da casa, como no lance do gol de empate. Ele sofreu a falta cobrada por Carleto e desviada por Paulo Henrique, aquele do pênalti do primeiro tempo. Ponto para Nilton Santos, que junto aos Deus do Futebol, fez um erro ser reparado no “seu” estádio.

Para a festa ficar completa faltava a virada. E se a jogada de Dieguinho mereceu aplausos, o passe de Bill e a bela cabeça de Jobson, no melhor estilo Van Persie e comemoração de Cristiano Ronaldo, também é digna de elogios. No fim, a vitória veio. Agora é secar o Flamengo!

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 NOVA IGUAÇU

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 21/2/2015 - 17h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhães (RJ)
Auxiliares: Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ) e Rodrigo Joia (RJ)
Renda e público: R$ 214.490,00/ 10.885 pagantes (12.785 presentes)
Cartões amarelos: Gilberto, Sassá e Roger Carvalho; Rodrigo César, Paulo Henrique e Jefferson (NIG)
Gols: Marlon 11'/1° T (0-1), Paulo Henrique (contra) (1-1) e Jobson 37'/2°T (2-1)

BOTAFOGO: Jefferson, Gilberto (Luis Ricardo - 27'/2°T), Roger Carvalho, Renan Fonseca e Thiago Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes (Gegê - 29'/2°T) e Tomas (Sassá - 13'/2°T); Jobson e Bill - Técnico: René Simões.

NOVA IGUAÇU: Jefferson, Paulo Henrique, Rodrigo Almeida, Jorge Fellipe e Cleyton; Rodrigo César (Vinicis Matheus - 11'/2°T), Luan, Dieguinho (Felipe - 16'/2°T) e Glauber (Sampaio - 28'/2°T); Wescley e Marlon  - Técnico: Eduardo Allax.