icons.title signature.placeholder Felipe Mendes
14/03/2014
10:30

Joanna Maranhão deixou a natação com 26 anos e ainda detentora do melhor resultado da natação feminina brasileira em Jogos Olímpicos. Em Atenas-2004, então com 17 anos, a agora ex-nadadora chegou na 5ª posição nos 400m medley. Tida como grande promessa da natação do país - disputou os Jogos Pan-Americanos de Winnipeg-1999 com 12 anos -, não conseguiu a primeira medalha das mulheres brasileiras em Olimpíadas e nem em Mundiais.

- Nem tudo numa carreira se resume a medalha, cada um busca o melhor de si para si e não para os outros. Se meu sonho fosse uma medalha olímpica, eu teria escolhido o caminho de todos os outros: pensar somente em mim, no meu foco, no meu objetivo. E não me entenda como arrogante, mas eu conseguiria uma medalha; a diferença é que optei por outro caminho, eu queria me manter na Seleção e no alto nível para ter voz pra reclamar. Acontece que pra ser o melhor do mundo, problemas com dirigentes não devem nem passar pela cabeça do atleta. Ele tem que ser blindado de tudo, ou escolher não enxergar. Aí é de cada um - afirmou a ex-nadadora.

Joanna disputou três edições de Jogos Olímpicos. Em Atenas-2004, foi 5ª nos 400m medley, 7ª no revezamento 4x200m livre e 11ª nos 200m medley. Em Pequim-2008, fica em 17º nos 400m medley, 22º nos 200m medley e 22º nos 200m borboleta. E em Londres-2012, fica em 15º nos 200m medley e 26º nos 200m borboleta. Nos 400m medley, teve um mal súbito e desistiu.

Em Mundiais em piscina longa, Joanna foi 24ª nos 200m medley e 29ª nos 200m peito, em Barcelona-2003. Em Montreal-2005, foi 10ª nos 200m medley, 13ª no revezamento 4x200m livre e 21ª nos 400m medley. Em Roma-2009, foi 12ª nos 200m medley, 20ª nos 200m borboleta e 22ª nos 400m medley. E em Barcelona-2013, foi 16ª nos 200m borboleta, 17ª nos 400m medley e 26ª nos 200m medley.

Somente em Jogos Pan-Americanos Joanna conquistou medalhas. Em Santo Domingo-2003, foi bronze nos 400m medley. No Rio-2007, foi bronze no revezamento 4x200m livre. E em Guadalajara-2011, foi prata nos 400m medley e revezamento 4x200m livre, e bronze nos 200m medley.

Joanna encerrou sua carreira com três recordes sul-americanos em piscina longa: no revezamento 4x200m livre (8m05s29), nos 200m borboleta (2m09s41) e 200m medley (2m12s12). Recordes brasileiros são dois: 800m livre (8m32s96) e 400m medley (4m40s00).

Em piscina curta (25 metros), Joanna é dona de cinco recordes sul-americanos: no revezamento 4x200m livre ( 8m01s78), nos 200m costas (2m08s34), nos 200m borboleta ( 2m04s01), nos 200m medley (2m09s03) e nos 400m medley (4m26s98).