icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
06/11/2014
18:58

Candidato à presidência do Santos pelo grupo situacionista, Nabil Khaznadar fala em inovar e "fazer o melhor para o futebol brasileiro". Para isso, acredita que o caminho é contratar profissionais estrangeiros ou brasileiros com experiência fora do país. Dois dos nomes que estão na lista dos sonhos dele são os de Jesualdo Ferreira, técnico português, e Leonardo, ex-jogador, que foi técnico do Milan (ITA) e da Inter de Milão (ITA) e dirigente do Paris Saint-Germain (FRA).

Nabil esteve reunido com ambos recentemente - Jesualdo em Portugal, Leonardo no Brasil. Apesar de não ser um entusiasta de Enderson Moreira, atual treinador do Peixe, o candidato não sabe se irá substituir o técnico. Ele acredita que, se eleito, pode delegar à Jesualdo a função de consultor de futebol ou outra função que não necessariamente será a de comando da equipe. Já Leonardo ainda é visto como um sonho mais distante, já que ele planeja seguir na Europa.

- Estamos fazendo consultoria com vários profissionais. Precisamos de novidades no futebol brasileiro e para isso vamos conversar com muitos estrangeiros. Falar com eles não quer dizer que vou contratá-los - afirmou.

Jesualdo comandou diversas equipes portuguesas, tendo maior sucesso no Porto, onde foi tricampeão nacional. Ele está no Brasil e, em entrevista à ESPN, negou qualquer proposta para trabalhar no Peixe. Além disso, ele acredita ser difícil para um estrangeiro trabalhar no futebol brasileiro.

- Trabalhar no Brasil não me aprece muito fácil. Não é da história ter muitos treinadores estrangeiros no Brasil, não me lembro de nenhum português. É um desafio muito grande porque se trata do campeonato mais duro que existe, com uma exigência muito grande, com os torcedores mais exigentes e apaixonados do mundo - comentou.

Nabil, que é empresário do ramo têxtil, deve viajar ao exterior em duas semanas, a fim de se reunir com mais profissionais do futebol. No Brasil, ele tem se encontrado com executivos de diversos ramos de atuação, jornalistas esportivos e santistas ilustres.

Além dele, há outros quatro candidatos à eleição do Santos: Fernando Silva, José Carlos Peres, Modesto Roma Júnior e Orlando Rollo.