icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/06/2014
11:32

Pela primeira vez na história das Copas do Mundo, a Austrália se despediu do torneio sem somar sequer um ponto. No entanto, nos três jogos contra Chile, Holanda e Espanha, os Socceroos mostraram um bom futebol para um time em construção e deixam o Brasil com uma sensação boa. Não à toa, o capitão da equipe, Mile Jedinak, do Crystal Palace (ING), analisou de maneira positiva a participação.

- O time cresceu, nós sabemos disso, e sabemos que parte do nosso grupo é competitivo. Agora é focar no próximo passo e tornar os pontos positivos do Mundial em resultados. Fomos desafiados a melhorar, não apenas individualmente, mas coletivamente, e isso é um começo - afirmou o jogador em entrevista ao site Sidney Morning Herald, da Austrália, lembrando que o Grupo B, no qual estavam os Socceroos, era muito complicado:

- Os dois fatores entram em jogo numa hora dessas, do jeito que os jogos foram, a níveis intensos durante todas as partidas. Mas, a este nível de disputa, é algo que você tem que lidar se quiser jogar contra este tipo de adversário. Esse é o nível que temos que tentar chegar.

Agora Jedinak e a Austrália se preparam para a Copa da Ásia do ano que vem, que será disputada exatamente em território austráliano. Vale lembrar que os Socceroos deixaram de ser filiados à Federação da Oceania e agora disputam as eliminatórias e as competições da Federação da Ásia.