icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/11/2013
15:41

A noite de domingo foi de pura alegria para a torcida do Flamengo após a vitória sobre o Fluminense. Porém, para o técnico Jayme de Almeida, a satisfação não foi maior pela perda de um grande amigo.

- Faleceu na sexta um grande profissional, um amigo. Liminha foi um jogador sem muito oba oba e um jogador que corria, marcava. Tenho um carinho e respeito muito grande por ele e mora no meu coração. Foi duro perder um amigo como ele, mas que descanse em paz. Tivemos um dia de alegria, mas também de muito luto para a torcida do Flamengo - lembrou Jayme.

Todos os jogadores e membros da comissão técnica do Rubro-Negro foram com uma fita preta presa no escudo do clube, representando o luto pela morte do ex-jogador.

E MAIS
- Morre Liminha, ex-jogador do Flamengo nas décadas de 1960 e 70
- Em Doha, Zico lamenta a morte do ex-companheiro Liminha

João Crevelim tinha 69 anos e foi o oitavo jogador que mais vezes defendeu o Flamengo, com 513 partidas no total e 29 gols marcados. Carregador de pianos, como foi apelidado, estava internado no CTI de um hospital da Zona Sul do Rio de Janeiro, depois que um problema dentário se transformou em uma infecção generalizada.