icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/11/2013
09:06

Um dos méritos da campanha do Flamengo sob o comando de Jayme de Almeida diz respeito ao padrão de jogo que o time ganhou desde que o técnico foi efetivado.

O comandante rubro-negro, primeiramente, definiu um esquema e mostrou quais seriam os 11 titulares. Isso incluiu a efetivação de Wallace, Carlos Eduardo e Paulinho – que não tiveram uma sequência com Mano Menezes – e o retorno do volante Amaral, totalmente preterido pelo antigo treinador.

Com Jayme, o Rubro-Negro passou a atuar no 4-3-2-1, com três volantes e Carlos Eduardo funcionando como um meia-atacante.

O treinador chegou a testar a possibilidade jogar com dois meias, mas optou pelo retorno de Luiz Antonio como um dos volantes de saída para o jogo, ao lado de Elias.

Desde que Jayme assumiu, alterações aconteceram somente em função de lesões ou suspensões ou quando o treinador precisou de utilizar o time misto no Brasileiro em função de ter priorizado a Copa do Brasil no segundo semestre.

O Flamengo de Jayme de Almeida

Intocáveis
Três jogadores que não tiveram sequência como titulares sob o comando de Mano Menezes foram efetivados por Jayme de Almeida e não saíram mais do time: o zagueiro Wallace, o meia-atacante Carlos Eduardo e o atacante Paulinho.

O caso do volante
Fora até da lista de relacionados de Mano Menezes, Amaral tornou-se absoluto de Jayme no meio.

Padrão
O esquema definido por Jayme de Almeida foi o 4-3-1-2.