icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/02/2015
12:29

O técnico Javier Aguirre não comanda mais a seleção do Japão. A Federação de Futebol do país revelou a dispensa do mexicano após ele estar sendo investigado na Espanha em um caso de manipulação de resultados quando treinava o Zaragoza. Contudo, o treinador negou as acusações.

Segundo o presidente da Federação, Kuniya Daini, manter o técnico poderia prejudicar a caminhada da seleção nipônica nas eliminatórias.

- Não devemos correr o risco de que estas coisas afetem as Eliminatórias da Ásia para a Copa do Mundo. Decidimos, então, encerrar o contrato com o treinador Aguirre.

E MAIS
- Ivanovic faz definição curiosa sobre Diego Costa: 'Ele gosta de atenção'
- Indisciplina de Eto'o deixa técnico da Sampdoria furioso com atacante

A passagem de Aguirre pelo Japão foi meteórica. Ele assumiu o país do Sol Nascente após a Copa do Mundo, no lugar de Alberto Zaccheroni. Além dos problemas com a justiça, o treinador não foi bem no único torneio que comandou a seleção. Na Copa da Ásia, o maior vencedor do torneio parou precocemente nas quartas, ao perder nos pênaltis para os Emirados Árabes Unidos. O título viria a ficar com a anfitriã Austrália.

A promotoria que investigou o caso de manipulação de resultados citou o treinador e mais 41 pessoas. Entre elas estava o brasileiro Wellington Silva, que foi revelado pelo Fluminense e teve passagem pelo Arsenal. A acusação é que os atletas do Levante receberam dinheiro para perder do Zaragoza, na última rodada da temporada 2010/2011 do Campeonato Espanhol.