icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/07/2013
17:43

Medalha de bronze no revezamento 4x400m nos Jogos Olímpicos de Londres, a jamaicana Novlene Williams-Mills revelou nesta terça-feira que lutava contra um câncer de mama na época do torneio. A revelação foi feita em entrevista ao Daily Mail. A atleta descobriu o problema cerca de um mês antes de embarcar para a capital britânica.

- Eu pensava nos obstáculos que enfrentaria e tinha dúvidas se iria sobreviver. Eu estava lá, de pé no pódio, sem saber se eu poderia voltar a correr um dia – disse ela.

Depois que descobriu a doença, Novlene chegou a disputar algumas provas em seu país e em nenhum momento fez a revelação aos seus companheiros de revezamento. Duarante os Jogos Olímpicos, além de garantir o bronze, ela ainda terminou em quinto lugar nos 400m rasos.  

Após o torneio, a atleta passou por uma cirurgia para a retirada do nódulo e realizou uma masectomia, com o objetivo de evitar que a doença retornasse. Ela está classificada para os Campeonato Mundial de atletismo, em Moscou, na Rússia, que acontecerá em agosto.

Medalha de bronze no revezamento 4x400m nos Jogos Olímpicos de Londres, a jamaicana Novlene Williams-Mills revelou nesta terça-feira que lutava contra um câncer de mama na época do torneio. A revelação foi feita em entrevista ao Daily Mail. A atleta descobriu o problema cerca de um mês antes de embarcar para a capital britânica.

- Eu pensava nos obstáculos que enfrentaria e tinha dúvidas se iria sobreviver. Eu estava lá, de pé no pódio, sem saber se eu poderia voltar a correr um dia – disse ela.

Depois que descobriu a doença, Novlene chegou a disputar algumas provas em seu país e em nenhum momento fez a revelação aos seus companheiros de revezamento. Duarante os Jogos Olímpicos, além de garantir o bronze, ela ainda terminou em quinto lugar nos 400m rasos.  

Após o torneio, a atleta passou por uma cirurgia para a retirada do nódulo e realizou uma masectomia, com o objetivo de evitar que a doença retornasse. Ela está classificada para os Campeonato Mundial de atletismo, em Moscou, na Rússia, que acontecerá em agosto.