icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/02/2015
19:04

Por ironia do destino ("arranjado" pelo mercado da bola), Jadson ganhou a vaga de Lodeiro, que resolveu de última hora trocar o Corinthians pelo Boca Juniors (ARG). O meia, reserva com Tite, também tinha proposta do Flamengo, mas preferiu ficar. Neste domingo, a oportunidade como titular surgiu diante do Marília, pela estreia no Paulistão. Uma atuação digna de camisa 10, com assistências e chutes perigosos, ajudou o Timão a conquistar a vitória por 3 a 0 na Arena Corinthians.

O duelo foi um teste para a decisão contra o Once Caldas (COL), nesta quarta-feira, também em Itaquera, pela primeira fase da Libertadores. Jadson passou. A nova equipe também.

Logo aos 11 minutos, ele fez belo lançamento a Renato Augusto, que invadiu a área e tocou para marcar com classe - e colaboração da péssima saída do goleiro Rodrigo Calchi.

A equipe de Tite poderia ter feito mais. Em um contra-ataque, Jadson achou Sheik, livre, na cara do gol. Guerrero estava do lado e era melhor opção. Fominha, o camisa 11 bateu sem jeito e errou. No fim do primeiro tempo, a retribuição: Sheik encontrou Jadson na área e o camisa 10 arriscou cruzado para, desta vez, boa intervenção do goleiro.

O Marília também deu um bom alerta para o duelo contra o Once Caldas (COL). O lateral-esquerdo Deca e o atacante Wellington Amorim por diversas vezes aproveitaram as costas de Fagner e a cobertura de Felipe. Leandro Costa errou de letra, da pequena área, o gol que seria de empate.

No segundo tempo, a goleada começou a se desenhar. Fagner saiu de trás e finalizou de longe. A bola desviou em Gilberto Santos e morreu no fundo das redes. Quase em seguida, Renato Augusto recebeu a bola no meio e abriu para Guerrero, na entrada da área. O peruano, acostumado a ser decisivo, chutou com força e fez o terceiro.

A partir dos 25 minutos, Tite começou a olhar para quarta-feira. Renato Augusto, Sheik e Elias, que correram muito, saíram para serem preservados. Haverá pouco tempo de recuperação para o desafio diante dos colombianos.

No fim, os 3 a 0 até foram pouco, mas o teste foi válido. Vale lembrar que, no último sábado, após o amistoso contra o Casuals (ING), Lodeiro havia saído de campo vaiado pela torcida. Nos treinos, também vinha mal e ouvindo broncas de Tite. Sua saída, ironicamente, pode ter acertado o Corinthians para a Libertadores.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 X 0 MARÍLIA

Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Data/Horário: 1/2/2015, às 17h
Árbitro: Douglas Marques das Flores
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Alex Ang Ribeiro
Público/Renda: 25.582 pagantes / R$ 1.116.056,85
Cartão amarelo: Fagner (COR); (MAR)
Gols: Renato Augusto, aos 11'/1ºT (1-0); Fagner, aos 11'/2ºT (2-0) e Guerrero, aos 13'/2ºT (3-0);

CORINTHIANS: Cássio; Fágner, Felipe, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias (Bruno Henrique, 38'/2ºT) e Renato Augusto (Danilo, 24'/2ºT) e Jadson; Emerson Sheik (Luciano, 30'/2ºT) e Guerrero. Técnico: Tite.

MARÍLIA: Marcelo; Rafael Mineiro, Marcos Vinícius, Thiago Gomes e Deca; Victor Cruz, Alex Bruno (Netinho, 26'/2ºT) e Gilberto Santos; Gilberto Souza, Wellington Amorim (Tiago Elias, 25'/2ºT) e Leandro Costa (Leomir, 35'/2ºT). Técnico: Luis dos Reis.