icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/07/2013
18:07

Em uma tarde de muita neblina, frio e chuva em Caxias do Sul (RS), o Internacional venceu o Vasco por 5 a 3, neste domingo, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. Melhor no jogo e se aproveitando da frágil defesa do rival, o Colorado marcou com: Nei  (contra), Forlán, Índio, Rafael Moura e D'Alessandro. O Cruz-Maltino teve gols dos estreantes André e Rafael Vaz, além de Fellipe Bastos.

Com o resultado no Centenário, o Inter agora soma 9 pontos. Já o Gigante da Colina ficou com 7 pontos conquistados no Campeonato Brasileiro.

Na próxima rodada, o Internacional pega o Fluminense, no Moarcyrzão, no sábado. Já o Vasco tem pela frente o rival Flamengo. O clássico será realizado no Mané Garrincha.


DOMÍNIO QUASE TODO COLORADO

Sob forte neblina, a partida começou com o Internacional pressionando. Em casa, o Colorado dominava o meio-campo e rondava com um certo perigo a grande área vascaína. Aos três minutos, D'Alessandro bateu firme de fora da área e forçou Michel Alves a fazer uma boa defesa. Menos organizado, mas demonstrando vontade, o Gigante da Colina, na sequência, chegou ao ataque em duas oportunidades, ambas com André com um chute fraco e uma cabeçada sem muito rumo.

A temperatura baixou ainda mais - chegando perto dos 5 graus - e a neblina não dava trégua. Outro número a ser destacado foi a posse de bola do Inter. O time de Dunga chegou a ter 70% do controle do jogo. Essa superioridade foi traduzida em gol. Após um cruzamento de Fabrício, em um lance pitoresco, Nei - que jogou por muito tempo no time gaúcho - cabeceou contra Michel Alves e marcou contra, aos 16 do primeiro tempo.

Jogadores do Vasco reanimam Nei após o gol contra (Foto: Ricardo Rímoli/LANCE!Press)

Forte pelo lado esquerdo, com tramas criadas por D'Alessandro, Kléber e Fabrício, o Inter seguia muito melhor na partida. O primeiro lance de perigo do Vasco só aconteceu com Elsinho, aos 30, depois de uma arrancada e um chute cruzado que passou perto do gol de Muriel. A resposta colorada veio aos 39, com um forte e lindo chute de Forlán, que pegou a sobra de um corte mal feito pela zaga, e guardou a bola no ângulo de Alves.

Antes do intervalo, o time visitante mostrou reação. Depois de confusão na área gaúcha, André marcou seu primeiro gol com a camisa do Vasco.  Internacional 2 a 1 sobre o Vasco e assim terminou a primeira etapa.

'CHUVA' DE GOLS NA ETAPA FINAL

O segundo tempo começou parecido com o primeiro. Mas com chuva, além da interminável neblina. O Inter se mantia superior. Aos seis minutos, um gol de Fabrício foi anulado de forma justa pela arbitragem. Quatro minutos depois, Índio cabeceou sozinho para boa defesa de Michel Alves. No rebote, o mesmo Índio chutou para fazer o terceiro gol colorado.

Acuado pelo bom futebol do Inter, o Vasco tinha o contra-ataque como sua única alternativa. E foi assim que o Cruz-Maltino fez o gol que diminuiu a vantagem colorada, aos 18 minutos. Alisson e Rafael Vaz carregaram a bola da defesa rumo ao ataque. Em frente à área, o zagueiro estreante marcou, em um belo chute cruzado. O gol deu um gás a mais para o time de São Januário. Nos minutos seguintes, a equipe "esquentou" o duelo, levando perigo ao adversário.

Mas a alegria do Vasco foi logo "refrescada" com a chuva e um ataque do Inter. Aos 26 minutos, depois de um cruzamento de Kleber, a bola chegou para Rafael Moura, que de primeira cravou 4 a 2 no marcador. D'Alessandro, em jogada parecia um pouco depois, recebeu de Kleber e de primeira, com o pé direito, guardou o quinto gol do time vermelho. Ainda teve tempo para mais um gol da equipe visitante. Fellipe Bastos, de falta, venceu o goleiro Muriel e deu números finais ao placar em Caxias do Sul.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 5 X 3 VASCO

Local: Estádio Centenário, Caxias do Sul(RS)
Data-Hora: 07/07/2013 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Público/Renda: 3.549/R$ 76.895,00
Cartões amarelos: Alisson (VAS) e Jadson (INT)
Cartões vermelhos: Não houve.

GOLS: Nei (contra) 16'/1ºT (1-0), Forlán, 39'/1ºT (2-0), André '45/1ºT (2-1), Índio '10/2ºT (3-1), Rafael Vaz '18/2ºT (3-2), Rafael Moura '26/2ºT (4-2), D'Alessandro 30/2ºT (5-2), Fellipe Bastos 39/2ºT (5-3)

INTERNACIONAL: Muriel, Gabriel, Índio, Juan e Kleber (Jakson - 37'/2ºT) ; Airton, Josimar, Fabrício e D'Alessandro; Jorge Henrique (Rafael Moura - intervalo) e Forlán (Dátolo - 33'/2ºT). Técnico: Dunga.

VASCO: Michel Alves, Elsinho (Fellipe Bastos - 25'/2ºT), Luan, Rafael Vaz, Nei; Sandro Silva, Abuda, Pedro Ken, Alisson; Edmilson (Tenório  - 25'/2ºT) e André. Técnico: Paulo Autuori.

Em uma tarde de muita neblina, frio e chuva em Caxias do Sul (RS), o Internacional venceu o Vasco por 5 a 3, neste domingo, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. Melhor no jogo e se aproveitando da frágil defesa do rival, o Colorado marcou com: Nei  (contra), Forlán, Índio, Rafael Moura e D'Alessandro. O Cruz-Maltino teve gols dos estreantes André e Rafael Vaz, além de Fellipe Bastos.

Com o resultado no Centenário, o Inter agora soma 9 pontos. Já o Gigante da Colina ficou com 7 pontos conquistados no Campeonato Brasileiro.

Na próxima rodada, o Internacional pega o Fluminense, no Moarcyrzão, no sábado. Já o Vasco tem pela frente o rival Flamengo. O clássico será realizado no Mané Garrincha.


DOMÍNIO QUASE TODO COLORADO

Sob forte neblina, a partida começou com o Internacional pressionando. Em casa, o Colorado dominava o meio-campo e rondava com um certo perigo a grande área vascaína. Aos três minutos, D'Alessandro bateu firme de fora da área e forçou Michel Alves a fazer uma boa defesa. Menos organizado, mas demonstrando vontade, o Gigante da Colina, na sequência, chegou ao ataque em duas oportunidades, ambas com André com um chute fraco e uma cabeçada sem muito rumo.

A temperatura baixou ainda mais - chegando perto dos 5 graus - e a neblina não dava trégua. Outro número a ser destacado foi a posse de bola do Inter. O time de Dunga chegou a ter 70% do controle do jogo. Essa superioridade foi traduzida em gol. Após um cruzamento de Fabrício, em um lance pitoresco, Nei - que jogou por muito tempo no time gaúcho - cabeceou contra Michel Alves e marcou contra, aos 16 do primeiro tempo.

Jogadores do Vasco reanimam Nei após o gol contra (Foto: Ricardo Rímoli/LANCE!Press)

Forte pelo lado esquerdo, com tramas criadas por D'Alessandro, Kléber e Fabrício, o Inter seguia muito melhor na partida. O primeiro lance de perigo do Vasco só aconteceu com Elsinho, aos 30, depois de uma arrancada e um chute cruzado que passou perto do gol de Muriel. A resposta colorada veio aos 39, com um forte e lindo chute de Forlán, que pegou a sobra de um corte mal feito pela zaga, e guardou a bola no ângulo de Alves.

Antes do intervalo, o time visitante mostrou reação. Depois de confusão na área gaúcha, André marcou seu primeiro gol com a camisa do Vasco.  Internacional 2 a 1 sobre o Vasco e assim terminou a primeira etapa.

'CHUVA' DE GOLS NA ETAPA FINAL

O segundo tempo começou parecido com o primeiro. Mas com chuva, além da interminável neblina. O Inter se mantia superior. Aos seis minutos, um gol de Fabrício foi anulado de forma justa pela arbitragem. Quatro minutos depois, Índio cabeceou sozinho para boa defesa de Michel Alves. No rebote, o mesmo Índio chutou para fazer o terceiro gol colorado.

Acuado pelo bom futebol do Inter, o Vasco tinha o contra-ataque como sua única alternativa. E foi assim que o Cruz-Maltino fez o gol que diminuiu a vantagem colorada, aos 18 minutos. Alisson e Rafael Vaz carregaram a bola da defesa rumo ao ataque. Em frente à área, o zagueiro estreante marcou, em um belo chute cruzado. O gol deu um gás a mais para o time de São Januário. Nos minutos seguintes, a equipe "esquentou" o duelo, levando perigo ao adversário.

Mas a alegria do Vasco foi logo "refrescada" com a chuva e um ataque do Inter. Aos 26 minutos, depois de um cruzamento de Kleber, a bola chegou para Rafael Moura, que de primeira cravou 4 a 2 no marcador. D'Alessandro, em jogada parecia um pouco depois, recebeu de Kleber e de primeira, com o pé direito, guardou o quinto gol do time vermelho. Ainda teve tempo para mais um gol da equipe visitante. Fellipe Bastos, de falta, venceu o goleiro Muriel e deu números finais ao placar em Caxias do Sul.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 5 X 3 VASCO

Local: Estádio Centenário, Caxias do Sul(RS)
Data-Hora: 07/07/2013 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Público/Renda: 3.549/R$ 76.895,00
Cartões amarelos: Alisson (VAS) e Jadson (INT)
Cartões vermelhos: Não houve.

GOLS: Nei (contra) 16'/1ºT (1-0), Forlán, 39'/1ºT (2-0), André '45/1ºT (2-1), Índio '10/2ºT (3-1), Rafael Vaz '18/2ºT (3-2), Rafael Moura '26/2ºT (4-2), D'Alessandro 30/2ºT (5-2), Fellipe Bastos 39/2ºT (5-3)

INTERNACIONAL: Muriel, Gabriel, Índio, Juan e Kleber (Jakson - 37'/2ºT) ; Airton, Josimar, Fabrício e D'Alessandro; Jorge Henrique (Rafael Moura - intervalo) e Forlán (Dátolo - 33'/2ºT). Técnico: Dunga.

VASCO: Michel Alves, Elsinho (Fellipe Bastos - 25'/2ºT), Luan, Rafael Vaz, Nei; Sandro Silva, Abuda, Pedro Ken, Alisson; Edmilson (Tenório  - 25'/2ºT) e André. Técnico: Paulo Autuori.