icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
18/04/2014
08:05

O Internacional estreará neste sábado, às 18h30, no Campeonato Brasileiro, no Estádio Beira-Rio. O adversário será o mesmo que 2013: o Vitória. Mas a equipe que entra em campo terá diversas modificações. Do time escalado na primeira rodada, apenas quatro jogadores permanecem no time. O número diminui se considerarmos que um deles, Rafael Moura, não era titular na época.

A equipe está encaminhada para o jogo deste sábado com Dida; Cláudio Winck, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alex, D'Alessandro e Alan Patrick; Rafael Moura. Quatro jogadores que foram escalados no Barradão, no dia 25 de maio do ano passado, no 2 a 2 que abriu a participação de colorados e rubro-negros no Brasileirão.

A escalação na ocasião teve Agenor; Gabriel, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Airton, Willians, Fred, D'Alessandro e Diego Forlán; Rafael Moura. Leandro Damião não pode atuar porque estava lesionado. Muriel e Fabrício só não foram titulares por conta de uma cautela do clube por suspensão automática que ambos deveriam cumprir.

No time ideal da época, quatro jogadores estão presentes no time de Abel Braga: Juan, Fabrício, Willians e D'Alessandro. Mas a equipe sofreu mutações durante o Brasileirão, mutações consideráveis.

Por exemplo, Moledo foi vendido após quatro rodadas. Na maior parte do campeonato, Índio compôs a defesa com Juan. Hoje, o veterano não é a primeira opção de Abelão. Na esquerda, Kleber revezou com Fabrício, atuando em 19 partidas - o concorrente jogou 29 vezes. No meio-campo, Josimar e Airton revezaram ao lado de Willians. Quando Clemer era o técnico, João Afonso também foi utilizado. Jorge Henrique chegou em meio à competição e foi bastante escalado na lateral direita. Forlán passou ao ostracismo a partir de setembro. Em agosto, Alex e Scocco chegaram e também ganharam 18 e 17 chances, respectivamente.

Jogador titular de Abelão, Alan Patrick mal recebia chances em 2013. Jogou seis partidas no ano inteiro, cinco no Brasileirão. O meia hoje é titular absoluto no meio-campo colorado.

- Eu sempre procurei entrar e jogar bem, ajudar. Aconteceu naturalmente, A titularidade foi opção do Abel. Feliz pela oportunidade, não podemos se acomodar. Essa disputa é sadia e válida. Estou feliz de estar ajudando os companheiros. Esse entrosamento, eu, Alex e Rafael Moura, treinávamos juntos no time debaixo. Espero levar isso para o Brasileirão - comentou Alan Patrick.

O Inter ainda treina na manhã desta sexta-feira antes do jogo com os baianos. A equipe está confirmada para o jogo, que será novamente no Beira-Rio. Depois de quase dois anos sem o estádio, o clube gaúcho poderá utilizar sua casa novamente, algo louvado por todos no elenco.