icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/03/2014
16:18

O Internacional será julgado no final da tarde desta terça-feira e poderá perder até 10 mandos de campo por conta de uma briga nas bilheterias do Estádio do Vale, em Novo Hamburgo, antes do jogo com o Juventude, há um mês. Além do clube, o lateral-esquerdo Fabrício também será julgado pela expulsão naquela partida.

O enfrentamento entre alguns torcedores do Juventude e um número maior de colorados aconteceu no momento da compra de ingressos. As bilheterias das torcidas mandante e visitante eram lado a lado.

Por isso, o Colorado foi denunciado nos artigos 211 e 213 e pode pegar até 10 mandos de campo e multa entre R$ 100 e R$ 100 mil. Se condenado, pode não atuar no Beira-Rio neste sábado, contra o Cruzeiro-RS, pelas quartas de final, o que seria o terceiro evento-teste do estádio.

O lateral-esquerdo Fabrício, expulso na partida, também será julgado. Ele foi enquadrado no artigo 250 e pode pegar entre uma e três partidas de suspensão.

O julgamento acontece nesta terça a partir das 17h30. O diretor-executivo do Grêmio, Rui Costa, que seria julgado hoje pelas declarações contra o árbitro Eleno Todeschini, pediu adiamento e foi atendido. Ele está em Rosário, na Argentina, com a delegação do Tricolor para o jogo com o Newell's Old Boys, nesta quarta-feira, e gostaria de comparecer no tribunal gaúcho.