icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/03/2014
10:09

O Internacional enfrenta, nesta quarta-feira, o Caxias, pela semifinal do Campeonato Gaúcho, no Estádio do Vale, às 22h. As duas equipes se encontraram na reabertura do Beira-Rio, no primeiro turno do Gauchão, com goleada por 4 a 0 para o Colorado. Em nada, porém, será parecido com a decisão de hoje, garante o centroavante Wellington Paulista.

Naquela ocasião, o Inter abriu 1 a 0 no primeiro tempo, com Fabrício, e marcou os outros três gols na segunda etapa. O lateral-esquerdo fez mais um, enquanto o centroavante Rafael Moura deixou a sua marca duas vezes. O He-Man será desfalque, por conta de dores no joelho direito. Paulista é seu substituto.

- É um jogo diferente. Eles estarão bem mais motivados do que no primeiro jogo do Gauchão. É uma partida que vale classificação para a final do campeonato. Eles vem diferente do primeiro jogo. Temos que entrar totalmente focados sabendo que será um jogo bem complicado para gente, mas temos que nos impor, pois vamos jogar diante da nossa torcida e fazer valer o mando de campo - disse o camisa 9 colorado.

Nas últimas partidas, apesar das vitórias, o Inter não tem agradado ao seu torcedor. O centroavante admitiu que algumas apresentações ficaram abaixo do esperado, mas diz que isso acontece por conta da postura dos adversários.

- O time está bem entrosado. Entraram poucos jogadores do ano passado. Acredito que é mérito dos adversários que marcam muito bem. Contra time grande, todo mundo quer mostrar o que sabe. Então, temos que saber que o adversário vai vir retrancado, buscando somente o contra-ataque e a gente tendo que passar todo o jogo atacando. Não é fácil ficar atacando 90 minutos, sem tomar gol. Precisamos ser ofensivos, mas com cuidados para não sermos surpreendidos - completou Paulista.

O Inter pega o Grêmio ou o Brasil de Pelotas se vencer a semifinal. As finais acontecem no próximo fim de semana e no dia 13 de abril. A pausa no calendário acontece por conta do jogo da Libertadores do Grêmio, dia 2, e a reabertura oficial do Beira-Rio, dias 5 e 6.