icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
23/08/2015
18:10

A opção do técnico Argel Fucks em definir uma equipe titular para o Internacional mostra-se cada vez mais bem-sucedida. Com um futebol avassalador, o Colorado não teve dificuldades para bater um Atlético-PR "em rodízio" por 2 a 0, neste domingo, no Beira-Rio, pela 20ª rodada do Brasileirão, com gols de Valdívia e Paulão.

A equipe, que ainda desperdiçou sucessivas chances e viu D'Alessandro perder um pênalti, alcançou 28 pontos e a 10ª colocação. Já o Atlético-PR segue com 30 pontos, na oitava colocação. No próximo domingo, o Colorado volta a campo pelo Brasileirão contra o Avaí, às 16h, na Ressacada, enquanto o Furacão recebe o Goiás, às 18h30, na Arena da Baixada.

E MAIS:
> TABELA: Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

INTER FAZ GOL NO INÍCIO, E DESPERDIÇA SUCESSIVAS OPORTUNIDADES

Bastaram três minutos para o Internacional transformar seu ímpeto ofensivo em gol, e esvair a ideia de Milton Mendes em promover o "rodízio" do Atlético-PR. Após falta cobrada rapidamente por D'Alessandro, Valdívia se desvencilhou de Sidcley e bateu rasteiro, para o fundo da rede.

A vantagem obtida rapidamente não esfriou os ânimos do Colorado. Aproveitando os espaços deixados pela zaga do Atlético-PR, a equipe de Argel Fucks bombardeou o goleiro Weverton, com finalizações de Eduardo Sasha, Vitinho e Valdívia, mas sempre esbarrou no camisa 12. 

Com desfalques e jogadores poupados em um "rodízio" promovido pelo técnico Milton Mendes, o Furacão teve dificuldades para conter as investidas de Vitinho. Aos 17 minutos, Gustavo deu uma joelhada nas costas de Vitinho (em lance semelhante ao de Zuñiga sobre Neymar, em lance que tirou o craque da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014), mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Já o panorama do setor ofensivo era inoperante. O goleiro Alisson foi exigido apenas aos 41 minutos, em batida rasteira de Bruno Mota e, em seguida, Nikão assustou com bomba rente à trave.

D'ALE PERDE PÊNALTI E, DOMINANDO, COLORADO GARANTE VITÓRIA

Na volta do intervalo, o técnico Milton Mendes promoveu a entrada de Marcos Guilherme no lugar de Bruno Mota. Só que era o Inter que continuava a dominar as ações, e teve nova oportunidade clara logo aos seis minutos, quando Kadu cometeu pênalti sobre Vitinho. D'Alessandro bateu à sua esquerda, e Weverton caiu para defender.

O erro de D'Alessandro não abalou os atletas colorados, e nem mesmo a entrada de Walter em campo foi suficiente para o Furacão esboçar uma reação. Vitinho bateu de longe, rente à trave. Em seguida, Léo recebeu lançamento de Rodrigo Dourado e finalizou rasteiro, mas a bola passou pelo lado de fora da rede. Já Eduardo Sasha cruzou e a bola desviou em Otávio antes de carimbar a trave.

O grito de gol colorado finalmente chegou aos 24 minutos. Após escanteio cobrado por D'Alessandro, Rodrigo Dourado desviou de cabeça e Paulão encheu o pé, para a alegria do Beira-Rio. Na reta final, a equipe de Argel Fucks passou a cadenciar a partida, e foi ameaçado por finalizações de Marcos Guilherme e Walter. Nada que impedisse que o Inter superasse mais uma muralha.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2x0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data/Hora: 23/08/2015
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP)

Público/ Renda: 19.241 pagantes / R$ 463.150,00

Cartões amarelos: Léo (INT), Hernani, Gustavo, Kadu (CAP)

Gols: Valdívia, 3/1ºT (1-0), Paulão, 24/2ºT (2-0)

INTERNACIONAL: Alisson; Léo, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Nilton, Valdívia e D’Alessandro (Rafael Moura, 39/2ºT; Eduardo Sasha (Wellington Martins, 26/2ºT) e Vitinho (Alex, 32/2ºT). Técnico: Argel Fucks.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Bruno Pererinha (Walter, 9/2ºT), Gustavo, Kadu e Sidcley; Otávio, Hernani, Bruno Mota (Marcos Guilherme, intervalo), Nikão e Douglas Coutinho (Evandro, 26/2ºT); Cléo. Técnico: Milton Mendes.

A opção do técnico Argel Fucks em definir uma equipe titular para o Internacional mostra-se cada vez mais bem-sucedida. Com um futebol avassalador, o Colorado não teve dificuldades para bater um Atlético-PR "em rodízio" por 2 a 0, neste domingo, no Beira-Rio, pela 20ª rodada do Brasileirão, com gols de Valdívia e Paulão.

A equipe, que ainda desperdiçou sucessivas chances e viu D'Alessandro perder um pênalti, alcançou 28 pontos e a 10ª colocação. Já o Atlético-PR segue com 30 pontos, na oitava colocação. No próximo domingo, o Colorado volta a campo pelo Brasileirão contra o Avaí, às 16h, na Ressacada, enquanto o Furacão recebe o Goiás, às 18h30, na Arena da Baixada.

E MAIS:
> TABELA: Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

INTER FAZ GOL NO INÍCIO, E DESPERDIÇA SUCESSIVAS OPORTUNIDADES

Bastaram três minutos para o Internacional transformar seu ímpeto ofensivo em gol, e esvair a ideia de Milton Mendes em promover o "rodízio" do Atlético-PR. Após falta cobrada rapidamente por D'Alessandro, Valdívia se desvencilhou de Sidcley e bateu rasteiro, para o fundo da rede.

A vantagem obtida rapidamente não esfriou os ânimos do Colorado. Aproveitando os espaços deixados pela zaga do Atlético-PR, a equipe de Argel Fucks bombardeou o goleiro Weverton, com finalizações de Eduardo Sasha, Vitinho e Valdívia, mas sempre esbarrou no camisa 12. 

Com desfalques e jogadores poupados em um "rodízio" promovido pelo técnico Milton Mendes, o Furacão teve dificuldades para conter as investidas de Vitinho. Aos 17 minutos, Gustavo deu uma joelhada nas costas de Vitinho (em lance semelhante ao de Zuñiga sobre Neymar, em lance que tirou o craque da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014), mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Já o panorama do setor ofensivo era inoperante. O goleiro Alisson foi exigido apenas aos 41 minutos, em batida rasteira de Bruno Mota e, em seguida, Nikão assustou com bomba rente à trave.

D'ALE PERDE PÊNALTI E, DOMINANDO, COLORADO GARANTE VITÓRIA

Na volta do intervalo, o técnico Milton Mendes promoveu a entrada de Marcos Guilherme no lugar de Bruno Mota. Só que era o Inter que continuava a dominar as ações, e teve nova oportunidade clara logo aos seis minutos, quando Kadu cometeu pênalti sobre Vitinho. D'Alessandro bateu à sua esquerda, e Weverton caiu para defender.

O erro de D'Alessandro não abalou os atletas colorados, e nem mesmo a entrada de Walter em campo foi suficiente para o Furacão esboçar uma reação. Vitinho bateu de longe, rente à trave. Em seguida, Léo recebeu lançamento de Rodrigo Dourado e finalizou rasteiro, mas a bola passou pelo lado de fora da rede. Já Eduardo Sasha cruzou e a bola desviou em Otávio antes de carimbar a trave.

O grito de gol colorado finalmente chegou aos 24 minutos. Após escanteio cobrado por D'Alessandro, Rodrigo Dourado desviou de cabeça e Paulão encheu o pé, para a alegria do Beira-Rio. Na reta final, a equipe de Argel Fucks passou a cadenciar a partida, e foi ameaçado por finalizações de Marcos Guilherme e Walter. Nada que impedisse que o Inter superasse mais uma muralha.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2x0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data/Hora: 23/08/2015
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP)

Público/ Renda: 19.241 pagantes / R$ 463.150,00

Cartões amarelos: Léo (INT), Hernani, Gustavo, Kadu (CAP)

Gols: Valdívia, 3/1ºT (1-0), Paulão, 24/2ºT (2-0)

INTERNACIONAL: Alisson; Léo, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Nilton, Valdívia e D’Alessandro (Rafael Moura, 39/2ºT; Eduardo Sasha (Wellington Martins, 26/2ºT) e Vitinho (Alex, 32/2ºT). Técnico: Argel Fucks.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Bruno Pererinha (Walter, 9/2ºT), Gustavo, Kadu e Sidcley; Otávio, Hernani, Bruno Mota (Marcos Guilherme, intervalo), Nikão e Douglas Coutinho (Evandro, 26/2ºT); Cléo. Técnico: Milton Mendes.