icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/03/2014
23:50

Depois de três anos, a final do Campeonato Gaúcho terá Gre-Nal. O Internacional confirmou o favoritismo na noite desta quarta-feira, no Estádio do Vale, e passou com facilidade pelo Caxias. Fez 3 a 0, com dois gols do centroavante Wellington Paulista - Alex fez o outro -, e confirmou o clássico na decisão da competição.

A primeira partida da decisão já acontece neste domingo, na Arena. O segundo jogo será com mando do Inter, ainda sem local definido. Não está confirmado que a final será disputada no Beira-Rio. A partida decisiva só acontecerá no dia 13, por conta das festividades de reabertura do estádio colorado, dias 5 e 6 de abril.

CAMINHO PELA DIREITA

O Caxias precisou mudar muito o time para a partida decisiva. Ainda assim, incomodou o Internacional nos primeiros minutos da semifinal. Era quem tinha mais presença ofensiva e quem tinha até o comando do jogo. Sem, entretanto, finalizar ao gol de Dida, que só teve intervenções em cruzamentos.

Quando o capitão D'Alessandro passou a se movimentar da ponta direita para o meio, começou a criar mais problemas para a defesa rival. Aos 20, o meia achou Fabrício, na meia direita, que arriscou para defesa de Douglas. Foi por ali que o Colorado viu que poderia conseguir o sucesso no jogo.

O camisa 10 cobrou falta rápida na altura do meio-campo e achou Gilberto pela direita. O lateral bateu forte cruzado para a área e Wellington Paulista, como centroavante, esticou o pé para abrir o placar, aos 21 minutos. O gol facilitaria tudo para o time alvirrubro.

Apesar dos muitos erros de passe, o Inter aos poucos ia se acertando na partida. Principalmente com a aproximação de Alex e D'Alessandro. Foi daí que saiu o segundo gol. O argentino ajeitou para Alex, na entrada da área. O camisa 12 desferiu chute potente, como nos velhos tempos, e marcou o segundo aos 41, logo antes do término da primeira etapa.

INTER DEFINE E SÓ ADMINISTRA

Quando o time de Caxias do Sul voltou, ainda esperava empatar para conseguir outra classificação nos pênaltis. Mas não parece ter entrado com toda a atenção possível. Em jogada estranha, com a defesa toda parada reclamando, o Caxias sofreu o terceiro no primeiro minuto. Após linha de passe na entrada da área, Jorge Henrique recebeu pela esquerda, aberto, e cruzou para Wellington Paulista escorar e fazer o seu segundo. É o sétimo do reserva na temporada, em sete jogos.

Com a classificação consolidade, o Inter passou a ter mais tranquilidade e mostrar qualidade. Alex e WP9 tabelaram e entraram como quiseram na área do time grená. O meia recuou para D'Alessandro, que, com um corte, deixou Bebeto caído. O chute, porém, foi afastado por Jean, de cabeça, embaixo das traves.

A partir do 3 a 0, o Inter passou a ir ao ataque sem se expor. Com contra-ataques, assustou em alguns momentos, como em cabeçada de Gilberto, próximo dos 20 minutos. O Caxias passou a atuar mais no campo de ataque e abusar de cruzamentos. Aos 22, assustou Dida, com cabeçada de Lucão dentro da pequena área.

O jogo permaneceu aberto até os minutos finais. D'Alessandro quase marcou um golaço em chute colocado no ataque. Lucão respondeu com uma bicicleta, que Dida segurou firme. Tiago perdeu dentro da pequena área, livre. Com a partida definida, Abel ainda testou alternativas: colocou em campo Ygor, Ernando e Alan Ruschel para observá-los.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 3 X 0 CAXIAS

Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data-Hora: 26/03/2014 - 22h
Árbitro: Jean Pierre Lima
Auxiliares: Lúcio Flor e Tatiana Jacques de Freitas.
Público-Renda: Não divulgados.
Cartões amarelos: Alex, Willians, Fabrício, Juan (INT) Baiano, Bebeto, Léo (CAX)

Gols: Wellington Paulista - 21'/1°T (1-0), - 1'/2°T (3-0), Alex - 41'/1°T (2-0)

INTERNACIONAL: Dida; Gilberto, Paulão, Juan e Fabrício (Alan Ruschel - 28'/2°T); Willians (Ernando - 31'/2°T), Aránguiz e Alex; D'Alessandro, Wellington Paulista e Jorge Henrique (Ygor - 28'/2°T). Técnico: Abel Braga.

CAXIAS: Douglas; Bebeto, Tiago, Jean e Léo; Baiano, Alisson, Edmílson (Marcelo Carvalho - 6'/2°T), Rafael Carioca (Lucão - 14'/2°T)(Valdeir - 43'/2°T) e Wallacer; Mailson. Técnico: Beto Campos.