icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/03/2014
10:07

A final do Campeonato Gaúcho ainda não tem local definido. O início da disputa acontece neste domingo, na Arena. Mas o segundo jogo, com mando do Internacional, não tem a confirmação que vá acontecer no Beira-Rio. Os dirigentes colorados garantem que farão todo o esforço e rechaçam qualquer tipo de receio em perder o título no primeiro clássico no estádio. Mas afirmam que o gramado preocupa, por conta da festa, e que as autoridades podem não liberar o local.

O primeiro clássico das finais do Gauchão será já neste domingo, na casa do Grêmio. Só que por conta das obras no Beira-Rio, o jogo na casa colorada está ameaçado. Ainda não há a confirmação que o estádio estará completamente terminado. Ainda que as festas de abertura aconteçam dias 5 e 6 de abril.

- Não vou entrar no mérito d medo porque a diretoria do Inter tem outro tipo de conduta. Disputamos títulos que ganhamos e perdemos. Nunca tivemos medo. Mas temos que ter responsabilidade. O Inter em todas suas áreas, fará todo o esforço, tudo o que é possível, para jogar no Beira-Rio. Se não houver nenhum fato que seja alheio ao Inter, que não são da nossa alçada, questões de segurança, bombeiro, saúde pública, o Inter fará de tudo para jogar no Beira-Rio dia 13 de abril - garantiu o vice de futebol Marcelo Medeiros.

As festividades trazem outra preocupação sobre o estádio: o gramado. Em alguns momentos da apresentação, está prevista a presença de muitas pessoas no campo. Por isso, algum prejuízo na qualidade da grama também preocupa a direção.

- Pode ser uma preocupação. A festa tem cuidados de preservação do Gramado. Haverá uma proteção. Não conheço os detalhes. Essas atribuições foram divididas. Existe uma programação onde haverá um grande número de participantes no gramado. E estamos atento para que não seja um problema. Trabalhamos preventivamente - completou Medeiros.

O Colorado volta aos treinamentos na tarde desta quinta-feira, no Centro de Treinamentos do Parque Gigante.