icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/07/2013
19:33

A intenção de repatriar o atacante Nilmar segue forte. O Internacional confirmou o envio de um emissário e uma proposta ao Al-Rayyan para contratar o jogador. A quantia pedida pelo clube não está fora dos padrões para equipes brasileiras, segundo relatos do empresário Orlando da Hora, que afirma que o valor de mercado do atacante caiu apos a contratação do jogador pelo time do Qatar. A resposta do xeque Hamad Bin Khalifa é esperada para os próximos dias.

- Nós estamos esperando uma resposta que fizemos ao Nilmar nos próximos dias. Enviamos pelo emissário do clube uma oferta e acreditamos que em breve teremos o posicionamento. Pelo que ouvimos do empresário, é difícil que o xeque o libere. Preferimos não confirmara nenhum valor - comentou o assessor de futebol Eduardo Hausen.

Orlando da Hora, em contato com o LANCE!Net, afirmou que Nilmar está feliz no clube e que não é sua ideia retornar ao Brasil neste momento. No entanto, afirmou que um acerto com o Inter não seria difícil. O agente se encontrou com o diretor-executivo Newton Drummond na última semana. A ideia é não passar a imagem de que Nilmar está insatisfeito no Al-Rayyan.

- O valor de mercado caiu após o Villarreal recusar 25 milhões de euros da Roma e vendê-lo por sete milhões. Não acho que um clube brasileiro teria problema em pagar, pode parcelar, não seria nada agora. O Nilmar está feliz lá e o clube está feliz com ele. Está tudo bem. Mas alguém pode chegar e comprá-lo. Sempre ficamos felizes com o interesse do Inter, que a cada janela nos procura. Um filho sempre quer voltar para casa - disse o empresário ao L!Net.

Dunga elogiou a tentativa pelo jogador, mas disse que quer evitar um 'trauma' de sonhar com o atacante, e no fim não o ter. O treinador o convocou para a Copa do Mundo de 2010. Nilmar, entra ano, sai ano, sempre é assunto no Inter. Como a família da esposa reside em Porto Alegre, a ligação com o Colorado se fortalece ainda mais.

A intenção de repatriar o atacante Nilmar segue forte. O Internacional confirmou o envio de um emissário e uma proposta ao Al-Rayyan para contratar o jogador. A quantia pedida pelo clube não está fora dos padrões para equipes brasileiras, segundo relatos do empresário Orlando da Hora, que afirma que o valor de mercado do atacante caiu apos a contratação do jogador pelo time do Qatar. A resposta do xeque Hamad Bin Khalifa é esperada para os próximos dias.

- Nós estamos esperando uma resposta que fizemos ao Nilmar nos próximos dias. Enviamos pelo emissário do clube uma oferta e acreditamos que em breve teremos o posicionamento. Pelo que ouvimos do empresário, é difícil que o xeque o libere. Preferimos não confirmara nenhum valor - comentou o assessor de futebol Eduardo Hausen.

Orlando da Hora, em contato com o LANCE!Net, afirmou que Nilmar está feliz no clube e que não é sua ideia retornar ao Brasil neste momento. No entanto, afirmou que um acerto com o Inter não seria difícil. O agente se encontrou com o diretor-executivo Newton Drummond na última semana. A ideia é não passar a imagem de que Nilmar está insatisfeito no Al-Rayyan.

- O valor de mercado caiu após o Villarreal recusar 25 milhões de euros da Roma e vendê-lo por sete milhões. Não acho que um clube brasileiro teria problema em pagar, pode parcelar, não seria nada agora. O Nilmar está feliz lá e o clube está feliz com ele. Está tudo bem. Mas alguém pode chegar e comprá-lo. Sempre ficamos felizes com o interesse do Inter, que a cada janela nos procura. Um filho sempre quer voltar para casa - disse o empresário ao L!Net.

Dunga elogiou a tentativa pelo jogador, mas disse que quer evitar um 'trauma' de sonhar com o atacante, e no fim não o ter. O treinador o convocou para a Copa do Mundo de 2010. Nilmar, entra ano, sai ano, sempre é assunto no Inter. Como a família da esposa reside em Porto Alegre, a ligação com o Colorado se fortalece ainda mais.