icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2014
08:06

Era o óbvio, é verdade. Mas o "ficou mais difícil" foi bastante ouvido no vestiário do Internacional após a derrota para o Ceará, na noite desta quarta-feira. O Colorado terá uma obrigação de vitória em Fortaleza, mas adota um discurso otimista para buscar a classisifcação longe de Porto Alegre.

Não que os últimos jogos inspirem confiança em quem está de fora. Mas dentro do vestiário, o espírito é de virada. Os jogadores saíram do Beira-Rio com a vontade de já jogar a volta, que só acontece no dia 13 de agosto, provavelmente no Castelão.

- Estamos confiantes, vamos buscar o resultado. Estamos pensando já no jogo, todo mundo conversa no vestiário. Claro que temos dois jogos antes. Mas já pensamos. Vamos precisar jogar muito lá no Ceará -- explicou Paulão.

O resultado de 2 a 1 em Porto Alegre dá a chance do Vozão até perder por 1 a 0 que se classifica. O Inter precisa vencer por dois gols de diferença ou por um, a partir de 3 a 2. Acostumado a jogar competições de mata-mata, Abelão ficou bastante insatisfeito com o que viu.

- Ficou muito mais difícil, por mais que a gente tenha conversado e explicado, que é fundamental não sofrer gol em casa neste tipo de competição. Sofremos dois. Fica uma missão complicada - admitiu Abelão.

Para o jogo de volta, o Inter deve ter alguns reforços. O principal deles, o chileno Charles Aránguiz. Em termos de elenco, poderá contar novamente com Jorge Henrique e Valdívia, também. O Colorado se reapresenta na tarde desta quinta-feira e enfrentará o Santos no próximo domingo, no Beira-Rio, pelo Brasileirão.