icons.title signature.placeholder Tiago Pereira
icons.title signature.placeholder Tiago Pereira
27/07/2013
08:32

Antes mesmo de o Flamengo anunciar os preços e a data das vendas de ingressos para o clássico, os bilhetes já estavam sendo comercializados desde o dia 15, por R$ 35, para participantes do programa Km de Vantagem, do Posto Ipiranga.

No entanto, os ingressos que estão chegando às mãos dos torcedores não deveriam ser vendidos ou comercializados, já que são cortesias. É o que está escrito.

– Realmente não deveria conter estas inscrições, já que eles foram pagos pelos clientes. Na segunda-feira, teremos uma reunião para apurar isso – explicou a assessoria de imprensa do Ipiranga, que vende o benefício ao lado da Golden Goal, empresa que administra o plano de sócio-torcedor do clube.



De acordo com o Flamengo, esta carga é referente aos bilhetes reservados à categoria “convênio” e não é contabilizada como venda no borderô, estando o mesmo confeccionado corretamente. Além disto, foram repassados sem custos ao Posto Ipiranga. Já a empresa diz que houve um pagamento por eles.

– Estes ingressos tiveram um custo. Existe um acordo comercial e o valor da venda fica entre Ipiranga e Flamengo. Temos um contrato assinado no início do ano.

Fla admite que inexperiência atrapalhou na venda de ingressos

Antes mesmo de o Flamengo anunciar os preços e a data das vendas de ingressos para o clássico, os bilhetes já estavam sendo comercializados desde o dia 15, por R$ 35, para participantes do programa Km de Vantagem, do Posto Ipiranga.

No entanto, os ingressos que estão chegando às mãos dos torcedores não deveriam ser vendidos ou comercializados, já que são cortesias. É o que está escrito.

– Realmente não deveria conter estas inscrições, já que eles foram pagos pelos clientes. Na segunda-feira, teremos uma reunião para apurar isso – explicou a assessoria de imprensa do Ipiranga, que vende o benefício ao lado da Golden Goal, empresa que administra o plano de sócio-torcedor do clube.



De acordo com o Flamengo, esta carga é referente aos bilhetes reservados à categoria “convênio” e não é contabilizada como venda no borderô, estando o mesmo confeccionado corretamente. Além disto, foram repassados sem custos ao Posto Ipiranga. Já a empresa diz que houve um pagamento por eles.

– Estes ingressos tiveram um custo. Existe um acordo comercial e o valor da venda fica entre Ipiranga e Flamengo. Temos um contrato assinado no início do ano.

Fla admite que inexperiência atrapalhou na venda de ingressos