icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/06/2014
18:23

O zagueiro Índio está feliz. E não é para menos. Aos 39 anos, irá completar 10 anos de Internacional ao final desta temporada, após confirmar a renovação de contrato com o clube gaúcho. Mas ainda não fechou seu planejamento para o final da carreira e projeta até mesmo sequência após em 2015.

O contrato de Índio encerraria neste mês. Mas o Colorado renovou o vínculo por mais seis meses. A ideia principal, mesmo que o defensor não esteja sendo utilizado seguidamente, era ter uma referência no vestiário. O camisa 3 esteve em todas as maiores conquistas recentes do clube gaúcho e é um espelho para novos reforços e jovens que sobem da base, segundo a diretoira.

- É um momento de muita alegria. Quero agradecer ao presidente, ao vice Marcelo Medeiros, ao Jorge Macedo, ao professor Abel, aos companheiros pelo voto de confiança. Estou muito feliz. É continuar o trabalho com confiança, força. Estamos focados para seguir o trabalho. Eu sempre deixei caro. Não tinha intenção de parar. Estava me sentindo bem. Estava acompanhando os outros atletas. Todos me deram confiança. Vou seguir trabalhando - comentou Índio.

Índio sempre deixou claro que gostaria de jogar pelo menos mais um ano, talvez dois. Garante estar bem fisicamente para tal, mesmo beirando os 40 anos. Ainda assim, esta temporada deve ser a última do camisa 3. Pouco utilizado, ele tem a concorrência de Juan, Paulão e Ernando, que geralmente revezam na defesa, ainda que os dois primeiros sejam os considerados titulares. E dos garotos Alan e Thales, da base.

- Eu não sei. O futuro a Deus pertence. Vivo o hoje. Estou feliz, alegre. Quero dar continuidade. Até agora estou pensando neste momento. Estou alegre, bastante orgulhoso. Me sinto muito bem. Estou com a mesma disposição que sempre vesti esta camisa. Vou viver hoje - completou o camisa 3.

Ainda em abril, Índio viveu um momento bastante emocionante na reabertura do Beira-Rio. Após o duelo com o Peñarol, o jogador foi homenageado pelo elenco levantando a taça que estava em jogo no amistoso e dando volta olímpica. Chorando, o zagueiro foi ovacionado pelos colorados. Durante o jogo, D'Alessandro deu a braçadeira de capitão para Índio quando este entrou em campo.