icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
18/02/2015
12:21

A imprensa boliviana exaltou a atuação do The Strongest na vitória por 3 a 1 sobre o Internacional, nesta terça-feira, pela Grupo 4 da Libertadores. Os jornais de La Paz se surpreenderam com a exibição da equipe local contra o Colorado, dizendo que a atuação foi a 'melhor em muito tempo'. Os veículos também destacaram o fator casa, já que a partida foi disputada nos 3.640 m de altitude da capital boliviana, como um fator determinante para o resultado.

O jornal 'La Razon' diz no título da matéria que o 'Tigre comeu o Inter', destacando também que o time boliviano passou por cima do Colorado e pode 'sonhar com uma classificação para as oitavas de final' da Libertadores. A publicação diz que o The Strongest jogou sua melhor partida em muito tempo e venceu nesta terça com certa comodidade.

Já o 'Página Siete' diz que o The Strongest 'venceu com autoridade' mostrando jogadas variadas para chegar ao gol colorado. O periódico também disse que o 'marcador foi justo pelo apresentado pelo time durante os 90 minutos', aproveitando para destacar a qualidade dos gols bolivianos, dizendo que foram construídos em jogadas coletivas.

O Jornal 'El Diario', além de exaltar a atuação do The Strongest, também destacou o desempenho de  Alejandro Chumacero, que marcou dois gols na partida: 'O Tigre impõe sua classe com um doblete de Chumacero. A publicação diz que o jogador estava 'em uma noite inspirada' e ajudou a construir a vitória da equipe.

Já a imprensa gaúcha diz que o principal motivo para a derrota colorada foi a desorganização do time no primeiro tempo, quando levou dois gols logo no início. Porém, reconhece que a altitude também prejudicou o Inter, já que alguns jogadores sentiram bastante os efeitos, como o meia Anderson, que foi substituído aos 36 minutos do primeiro tempo e precisou até de oxigênio no banco de reservas.

- A altitude pesou muito. Os jogadores sentiram muito. O Anderson foi o que mais sentiu. Falei com ele no aeroporto depois do jogo. Ele sentiu muito, não conseguia nem ficar em pé. Tanto que saiu aos 36 minutos de jogo – disse o repórter Eduardo Gabardo no programa Esportes ao Meio-Dia da Rádio Gaúcha.